Meu Twitter

sábado, 2 de dezembro de 2017

Dicas para Cuidar dos Pés


Dicas para Cuidar dos Pés

Dicas para Cuidar dos Pés

Com a chegada do verão, quem não gosta de estar com os pés bonitos e bem cuidados? Mas para que eles fiquem com uma aparência apresentável é necessário dar uma atenção especial a eles.

Os pés são a base de sustentação do nosso corpo, trabalham o dia inteiro e por isso merecem cuidados especiais e descanso, mesmo que tenham sido feitos para aguentar a pressão exercida pelo peso do corpo.

Para compensar o desgaste natural dos pés, é fundamental mudar alguns hábitos e adotar medidas simples e que podem evitar complicações futuras.

Como manter os pés saudáveis?

Dicas para Cuidar dos Pés
A pele dos pés é mais espessa e resistente que a de outras áreas do corpo. Por isso a sola fica com calosidade e células mortas com facilidade. Para retirar o excesso de calosidade é importante esfoliar a região dos calcanhares e a sola e depois hidratar.
Para amolecer a pele dos pés, deixe-os de molho durante dez minutos em água morna com vinagre (para cada litro de água acrescente meio copo de vinagre). Em seguida massageie os pés com óleo de amêndoas ou com um creme hidratante.
Corte as unhas no máximo a cada quinze dias, de preferência após o banho. Também pode simplesmente apará-las com uma lixa, sobretudo se regularmente for à pedicure. Não se deve cortar as unhas demais e nem deixá-las muito compridas. O fato de estarem muito compridas contribui para a acumulação de resíduos e sujeira. Se as cortar muito, pode correr o risco de encravar uma unha.
Para ter unhas apresentáveis, o ideal é empurrar a cutícula cuidadosamente com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas tem de ter muito cuidado pois pode haver risco de inflamação. Se não estiver habituada a retirar o excesso de pele, depois de empurrar a cutícula, o melhor é deixar esta tarefa para a pedicure.
Lave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água durante o banho. Deve passar a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses.
Dicas para Cuidar dos Pés
Na praia, coloque protetor solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma ser esquecidos. Além de tudo, isso evitar que a pele fique ressecada.
O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o aparecimento de calos. As calosidades que costumam aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passam de uma reação natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado. Para atenuar calosidades, esfoliar e hidratar, corrigir a postura e usar calçado confortável.
O escalda-pés é um ritual para manter os pés bonitos e relaxados. A água morna com sais e aromas alivia a tensão, aspereza e a dor dos calos formados pelo uso de sapatos apertados, com bico fino ou saltos altos.
Para relaxar, massageie a planta dos pés com uma leve pressão. Aplique creme esfoliante para suavizar seus pés e, em seguida, faça a massagem com um creme hidratante refrescante.
Experimente um banho alternado de pés, quente e frio. É um método simples, agradável e extremamente eficaz, que utiliza a água como forma de promover uma verdadeira ginástica dos vasos sanguíneos dos pés e das pernas. Isso ocorre porque os vasos periféricos se contraem com o estímulo da água fria, e com a água quente se dilatam.
Dicas de Produtos para os Pés

Footworks Creme Desodorante de Hidratação Profunda para Pés ExtrassecosFootworks Creme Desodorante de Hidratação Profunda para Pés Extrassecos
 ••••••
1 / 6
Rachadura nos pés

As rachaduras nos pés é um verdadeiro incomodo. As fissuras abertas facilitam a entrada de bactérias e doenças através dos pés.

Porque ocorrem as rachaduras?

Algumas rachaduras ocorrem por se andar muito descalço, ou com sandálias e tamancos abertos. Além disso, intoxicação, má circulação, mal funcionamento dos rins e doenças da pele também causam rachaduras nos pés e ressecamento.

Lixar demais os pés deixa a camada da pele mais fina, obrigando o organismo a renová-la, deixando mais dura e espessa. O melhor é lixar bem pouquinho ou não lixar, e hidratar muito.

Dicas para Cuidar dos Pés
Receita para rachadura nos pés

Um pote limpo com tampa.
Uma colher de sopa de óleo de amêndoas.
Duas colheres de sopa de óleo de coco.
Duas colheres de sopa de manteiga de karité.
4 gotas de óleo essencial de hortelã.
Dicas para Cuidar dos Pés
Derreta em banho maria o óleo de coco e a manteiga de karite. Acrescente o óleo vegetal e misture bem, em seguida as gotinhas de óleo essencial. Misture. Coloque num potinho limpo e deixe endurecer.

Com os pés limpos e secos, aplique este creme e massageie bem. Coloque meias de algodão. Deixe até o dia seguinte.

Além de acabar com as rachaduras e o ressecamento, o creme é muito agradável e refrescante.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Benefícios da Cenoura


Benefícios da Cenoura

Benefícios da Cenoura

Você costuma incluir a cenoura no seu dia a dia? Ela possui grande quantidade de nutrientes essenciais, e ainda ajuda muito a cuidar da pele.

A maioria dos benefícios da cenoura pode ser atribuída ao betacaroteno e às fibras. Esta raiz é também uma boa fonte de agentes antioxidantes. Além disso, a cenoura é rica em vitamina A, vitamina C, vitamina K, vitamina B8, ácido pantotênico, ácido fólico, potássio, ferro, cobre e manganês.

O betacaroteno é responsável pela coloração alaranjada característica do vegetal. Ele é uma provitamina A (substância que dá origem à vitamina A, dentro do organismo) e ajuda o desempenho dos receptores da retina, melhorando a visão. O betacaroteno também é responsável por manter o bom estado da pele e das mucosas.

A cenoura é um vegetal que contribui para aumentar a imunidade do nosso organismo, pois combate as infecções. Além disso, ela diminui o risco de derrames em mulheres. A fibra solúvel da cenoura diminui o colesterol no sangue e promove o equilíbrio do corpo.

Benefícios da Cenoura

As cenouras são repletas de benefícios para a saúde. Aqui estão algumas das principais razões para comê-las com mais frequência, especialmente quando temos acesso a elas frescas e orgânicas.

Fonte de cálcio, magnésio e ferro
Hidrata pele e cabelos
Previne úlceras
Previne reumatismos
Fonte de vitamina A, B e C
Estimula o sistema imunológico
Auxilia nos processos de crescimento
Equilibra o funcionamento das glândulas
Fortalece os dentes e ossos
Regula o equilíbrio ácido do organismo
Melhora a visão noturna
Combate gases
Protege contra o envelhecimento
Previne infecções urinárias
Benefícios da Cenoura
Cenoura crua ou cozida?

As cenouras são boas para sua saúde, cruas ou cozidas. Se você quiser absorver melhor o betacaroteno (precursor da vitamina A) encontrado na raiz, melhor comê-las cozidas e temperadas com azeite de oliva. O betacaroteno é mais facilmente assimilado pelo corpo depois que o alimento passe por um cozimento rápido. A vitamina A é solúvel em gordura e, por isso, para sua absorção é interessante sempre acompanhar o prato com uma gordura saudável.

Suco de Cenoura

A melhor maneira de consumir a cenoura é realmente comendo-a crua ou cozida. Mas, se você não gosta, uma boa alternativa é tomar um suco: assim você ainda pode se beneficiar de seus nutrientes.

Benefícios da Cenoura
Suco de Cenoura com Laranja

Cenoura e laranja é uma combinação perfeita pois seus nutrientes funcionam muito bem juntos: o açúcar da cenoura suaviza a acidez da laranja. Rico em vitamina C, ácido fólico, e betacaroteno, o suco acelera o trânsito intestinal, ajuda a desintoxicar o corpo, favorece a eliminação de líquidos e promove a saciedade.

Ingredientes

2 cenouras
1 laranja
1 pedaço de gengibre
Modo de preparo: Bata os ingredientes no liquidificador; pode acrescentar um pouco de água. Se preferir, faça na centrífuga.

Cenoura e a Pele

O ácido lipóico, presente na cenoura, revitaliza o rosto e, de quebra, ajuda a turbinar o bronzeado. Ela é um alimento antioxidante, que nos ajuda a combater os radicais livres e assim evita o aparecimento das rugas e o envelhecimento precoce da pele.

Máscara Caseira para Repor as Vitaminas da Pele

Benefícios da Cenoura
Cenoura e Mamão: contêm betacaroteno e antioxidantes.

Mamão: fonte de vitamina C: ativo responsável pelo aumento da produção de colágeno (proteína que hidrata os tecidos da pele) e pela regeneração das células. O mamão também é rico em papaína —  uma enzima anti-inflamatória que faz uma leve esfoliação na cútis e repara as lesões celulares causadas por radicais livres.

Cenoura: importante peça da receita caseira, juntamente com o mamão, possui propriedades essenciais para a maciez e regeneração da pele, como a vitamina A. Ideal para todos os tipos de pele, em especial as mais maduras, a substância é ainda capaz de melhorar a densidade e espessura da derme, devolvendo sua firmeza e luminosidade.

Para fazer a máscara é simples: Separe um pedaço pequeno de mamão e meia cenoura (de preferência cozida). Bata no liquidificador até formar uma pasta homogênea. Se tiver oportunidade, acrescente umas gotinhas de óleo de rosa mosqueta. Misture bem. Passe no rosto, massageando a pele. Deixe a pasta agir por 20 minutos e retire com água fria.

E você? Gosta de cenoura? Já utilizou para o benefício de sua pele?

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

6 de Novembro - Amem uns aos outros com alegria

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Hidratantes com Proteção Solar funcionam?


Hidratantes com Proteção Solar funcionam?

Hidratantes com Proteção Solar funcionam?
Com tantos produtos no mercado, às vezes bate uma dúvida sobre o que é mais eficiente: usar um hidratante com fator de proteção ou simplesmente um protetor solar?

Hoje em dia, com informação à vontade, é difícil encontrar alguém que não saiba da importância de se passar o filtro solar todos os dias. Mas isso nem de longe quer dizer que todos usam sempre o produto. Apesar de toda informação, o número de pessoas que se esquece de passar o protetor diariamente é muito grande. Segundo uma pesquisa divulgada este ano pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, a média nacional de pessoas que não se protegem é de 65% — muita gente, não é?

As desculpas para não usar o protetor são: falta de tempo e dinheiro, preguiça e excesso de cosméticos que devem ser usados. Por isso as indústrias cosméticas criaram os produtos "2 em 1"; hidratantes e ao mesmo tempo protetor solar.

Mas será que eles protegem a pele de verdade?

Segundo pesquisas recentes, sim! Os hidratantes acrescidos de filtro em suas fórmulas são bons e funcionam muito bem, principalmente para o dia a dia e para ambientes fechados. É claro que se você for à praia ou fizer um esporte com grande exposição solar o ideal é o protetor solar.

Opte pelos hidratantes com proteção UVA e UVB

A maioria desses hidratantes tem apenas a proteção UVB (indicado pelo fator de proteção solar, ou FPS). É preciso estar atenta ao fator UVA; isso é o que protege contra o fotoenvelhecimento.

Hidratantes com Proteção Solar funcionam?
Maquiagem com FPS

E os produtos com cor, funcionam? Sim, o problema é que quando vamos passar uma base facial ou BB cream, colocamos pouca quantidade do produto e ainda não espalhamos em todo rosto. Nesse caso seria interessante usar um protetor solar por baixo.

As bases, pó facial ou BB cream com FPS podem ser utilizadas como complemento da proteção.

No caso da pele com acne, é importante optar pelo uso de produtos com toque leve, seco e que seja oil free (livre de óleo). Essa regra se aplica tanto para cremes, quanto maquiagem.

Para quem busca praticidade, mas não abre mão da proteção, é indicado o uso de filtro solar com coloração, tipo base facial. A cor hoje é o que mais protege contra a luz visível. Filtros de alta cobertura, com base e cor, fazem parte dos últimos lançamentos em fotoproteção. A cor serve como uma barreira de proteção. Saiba mais em: proteção da luz do computador.

Algumas Sugestões de Produtos com Hidratante/Cor com FPS

Hydra Tonalizante ChronosHydra Tonalizante Chronos
 •••••
1 / 5
O que você costuma usar para o dia a dia ? Hidratante com FPS ou protetor solar?

Benefícios da Laranja


Benefícios da Laranja

Benefícios da Laranja
Dificilmente alguém não gosta dessa fruta suculenta, doce e um pouco azedinha. E, por ser uma fruta tão comum e fácil de encontrar, deveríamos aproveitar e consumir muito mais!

Propriedades da Laranja

Quanto mais se estuda a laranja, mais compostos fitonutrientes são encontrados. Estes fitonutrientes incluem flavanonas citrinos (tipos de flavonoides que incluem as moléculas de hesperitina e naringenina), antocianinas, ácidos hidroxicinâmicos, e uma variedade de polifenóis. Quando estes fitonutrientes são colocados em combinação a vitamina C, as propriedades antioxidantes se reforçam ainda mais.

A laranja possui vitamina C. Porém, em apenas uma laranja a quantidade é muito pouca: para se obter uma quantidade razoável, o ideal é tomar um suco, assim as vitaminas ficam mais concentradas.

A laranja também oferece ácido fólico, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro. Contém fibras, pectina e flavonóides, que aumentam seu valor nutritivo.

O principal benefício da laranja são suas propriedades antioxidantes. Existem mais de 170 diferentes tipos de fotoquímicos, incluindo mais de 60 flavonóides que apresentam propriedades anti-inflamatórias, antitumor e inibem a formação de coágulos no sangue.

Benefícios da Laranja
Benefícios à Saúde

Controla a pressão sanguínea
Combate o colesterol
Melhora os problemas digestivos
Estimula as funções intestinais
Previne gripes e infecções
Reforça as defesas do organismo
Corrige a acidez excessiva do organismo
Estimula o sistema circulatório, combatendo inflamações das veias
Bagaço da Laranja

É no bagaço da fruta que são encontrados a maior parte das fibras. Além disso, na parte branca encontra-se a pectina, que exerce várias funções para o organismo. Na boca, ela insere-se nos sulcos gengivais e previne contra cárie dentária. No estômago, ela aumenta o volume do alimento, causando sensação de saciedade. No intestino grosso, a pectina é fermentada e produz uma substância que previne contra câncer do intestino grosso. O bagaço da laranja também estimula o funcionamento do intestino, ótimo para aqueles com intestino preso.

Fonte de fibra

A laranja é rica em fibras, que pode melhorar os níveis elevados de colesterol, ajudando assim a prevenir a aterosclerose. A fibra também pode ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue sob controle e pode ser útil para reduzir a constipação desconfortável ou diarreia naqueles que sofrem de síndrome do intestino irritável. A fibra também ajuda na digestão, na desintoxicação do organismo e na purificação do sangue.

Suco de Laranja

Benefícios da Laranja
O suco de laranja sempre foi visto pelas pessoas como saudável. Nos últimos anos, entretanto, ele foi demonizado por muitos adeptos de uma alimentação natural. Isso porque há uma grande quantidade de frutose que pode acarretar diabetes (já que é o açúcar de várias laranjas ingeridas de uma só vez).

No entanto, pesquisas fresquinhas mostram que isso não é verdade: aliás provou-se que o suco até ajuda no emagrecimento, além de ser rico em nutrientes. Então vamos ter o bom senso, não precisa parar de beber o suco: basta não exagerar.

O suco tem potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial. Possui também betacaroteno, um renovador celular, e vitamina C que facilita a absorção do ferro (de alimentos como feijão). O consumo da vitamina C também faz bem à pele.

Para aproveitar o máximo dos nutrientes do suco, prepare no liquidificador ou em uma centrífuga (que aproveita o suco da fruta inteira). Se você espremer a laranja, alguns nutrientes podem não ser aproveitados por completo.

Dicas

Antes da caminhada tome um copo de suco de laranja: ele dá energia e hidrata o corpo.

Consuma a vitamina C junto com a vitamina E. Assim, os antioxidantes tornam-se mais potentes. Fontes de vitamina E incluem amêndoa, semente de girassol, pimentão e grão de bico.

Qual a melhor forma de consumir a laranja?

A melhor forma é consumir é a fruta in natura. Dessa forma, você consegue obter o suco rico em nutrientes e também as fibras. Porém, pode também tomar um copo do suco por dia, que só trará benefícios à sua saúde. Viva a laranja! 🙂

A Importância do Sono


A Importância do Sono

A Importância do Sono
Esse é um assunto que tem sido muito comentado nos últimos tempos. Isso porque as pessoas tem dormido mal e em pouca quantidade, principalmente quem mora em cidades grandes. Então, é preciso dar mais atenção para o assunto e melhorar a qualidade do sono já!

Durante o sono, nosso organismo realiza funções importantíssimas com consequências diretas à saúde. O sono fortalece o sistema imunológico, libera a secreção de hormônios — como o de crescimento e insulina — consolida a memória, deixa a pele mais bonita e saudável, além relaxar e descansar a musculatura.

Quantas horas preciso dormir?

Mais importante que dormir muitas horas, é a qualidade do seu sono. Se você consegue ter um sono tranquilo e reparador, poucas horas são o suficiente. Não adianta dormir 8 horas se não for de qualidade. Para saber se a quantidade de horas que você dorme é suficiente, basta notar como você acorda pela manhã. Se acordar disposto e com energia, está ótimo! Mas se acordar cansado, precisa dormir mais e melhor.

A média de horas de sono da população brasileira hoje em dia é de apenas 6h e 30 min. Na maioria dos casos, esse número é considerado insuficiente.

A Importância do Sono
Prejuízos à Saúde com a Falta do Sono

Afeta o equilíbrio, a atenção e a memória
Diminui o vigor físico
Envelhece a pele precocemente
Fica mais suscetível a infecções
Deixa o raciocínio mais lento
Causa sensação de olho pesado, sonolência e dor de cabeça
Deixa o organismo sujeito a doenças como obesidade, hipertensão e diabetes
Ocasiona dificuldade em adquirir conhecimentos
Altera o humor e causa irritabilidade
Deixa a aparência com ar de cansaço e causa olheiras
A Importância do Sono
Dicas para Dormir Melhor

Pratique exercícios físicos regularmente, preferencialmente no fim da tarde.
Invista em um colchão de qualidade e use travesseiros adequados.
Durma em um local confortável, fresco, escuro e silencioso. As alterações de ruído, de luz e de temperatura podem atrapalhar o sono.
Faça uma refeição leve antes de dormir: deixar o estômago vazio atrapalha o sono.
Cuide com líquidos durante a noite, pois a necessidade de urinar irá interromper a sequência do seu sono.
Tome um banho quentinho antes de dormir. Use óleos relaxantes e cremes: eles proporcionam sensação de bem-estar.
Procure dormir e acordar sempre no mesmo horário, inclusive nos finais de semana.
Relaxe sua mente, livre-se dos pensamentos, preocupações e ansiedade.
Evite álcool a noite. As substâncias da bebida podem afrouxar a estrutura da região da faringe, comprometendo a respiração causando ronco e apneia.
Cuide com as substâncias estimulantes. Preste atenção no que ingere: chá, café, refrigerante e chocolate são bons exemplos de estimuladores que podem prejudicar o sono.
Evite ingerir tranquilizantes, relaxantes e soníferos, pois eles podem criar hábitos indesejáveis para a conciliação do sono regular.
Vá para a cama somente quando estiver com sono. Deixe a cama caso não consiga dormir logo. E retome atividades relaxantes em ambientes com pouca luminosidade até ter sono novamente. Controlar as horas no relógio ao se deitar também é prejudicial, pois aumenta a ansiedade.
Medite. Já está provado que a meditação é uma técnica eficaz para reduzir a tensão, aumentar a criatividade e trazer profunda sensação de paz para os que a praticam. Meditar ajuda, de fato, a aprofundar o descanso. Quinze minutos por dia é o suficiente para obter resultados.
Evite a luz azul (computadores, TV, celular), pelo menos uma hora antes de dormir. Essa luz é extremamente prejudicial ao sono.
A Importância do Sono
Melatonina

A melatonina é uma maneira natural de regular o sono para quem tem insônia e quer melhorar a qualidade do sono. Muitas pessoas já se beneficiam com o uso. Aqui no Brasil foi liberada há pouco tempo. Para conseguir a melatonina é preciso de receita médica para conseguir na farmácia de manipulação. Em farmácias comuns ainda não tem para vender. Saiba mais sobre melatonina.

Benefícios de uma Boa Noite de Sono

Ao ter uma boa noite de sono você acorda bem humorada, descansada e com os músculos renovados. Tem um ótimo desempenho físico e mental e energia para desempenhar as tarefas do dia. Ter um sono regular e com qualidade evita doenças como: obesidade,hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares e depressão.

Dormir Bem Ajuda a Emagrecer

Pesquisas científicas garantem: Uma boa noite de sono controla a fome, aumenta a sensação de saciedade e regula os hormônios.

Quem dorme cinco horas ou menos por noite, correm três vezes mais risco de se tornar um obeso no futuro.

Mas não vá pensando que só dormir é suficiente para emagrecer! Acompanhamento nutricional e atividade física são fundamentais.

Entre os hormônios relacionados aos ponteiros da balança e que são afetados pela falta de sono estão o cortisol (hormônio do estresse), grelina e leptina (ambos relacionados a regulagem do apetite e estocagem de gordura no corpo).

E você, costuma ter uma boa noite de sono?

Tratamento para Rinite


Tratamento para Rinite

Tratamento para Rinite

O nariz é a porta de entrada para o ar e substâncias carregadas por ele, e tem a função de filtrar as impurezas, além de umidificar e aquecer o ar que vai chegar aos pulmões.

A rinite alérgica é uma reação imunológica do corpo a partículas inaladas que são consideradas estranhas (alérgenos). O indivíduo alérgico tem uma reação exagerada a esses alérgenos: seu sistema imunológico reage de forma intensa na tentativa de defesa do organismo. Essa característica normalmente é transimitida geneticamente.

Poeira, pólen e alguns alimentos são substâncias que podem causar alergia. Aqui no Brasil a poeira domiciliar é o fator de risco mais importante. Ela é constituída por descamação da pele humana e de animais, por restos de pelos de cães e gatos, restos de barata e outros insetos, fungos, bactérias e por ácaros, organismos microscópicos da família dos aracnídeos.

Além disso, a rinite também pode ser causada por vírus e é muito comum no outono, inverno e início da primavera. Ela chega muitas vezes associada ao resfriado. Quando de origem viral ou bacteriana, é contagiosa. Nesses casos, é transmitida por espirros, tosse (transmissão por gotículas) ou mesmo durante um aperto de mão.

Na crise de rinite, a pessoa apresenta obstrução nasal, coriza, espirros e coceira no nariz. Esses sintomas ocorrem porque há um processo infeccioso nas vias respiratórias superiores, principalmente na mucosa nasal.

Tratamento para Rinite
Como Tratar a Rinite?

Higiene Ambiental. A forma mais simples de tratar alergia é evitar o contato com a substância que desencadeia os sintomas. Então, supondo que a causa da rinite sejam os ácaros por exemplo, é importante manter a casa ventilada, tapetes e cortinas sempre limpos, e assim por diante.
Um dos tratamentos mais comuns para a rinite são os anti-histamínicos, que melhoram os sintomas. Os vasoconstritores locais (à base de xilometazolina) também tratam eficazmente os sintomas da rinite. São utilizados sob a forma de sprays quando o nariz está entupido.
Descongestionantes nasais e corticosteroides: são medicamentos usados para tratar uma crise rinite alérgica. Medicamentos à base de corticosteróides aplicados no nariz são prescritos para tratamento a longo prazo, e tem o objetivo de melhorar a respiração nasal e evitar ou amenizar as crises.
Ácido acetilsalicílico (aspirina) retarda o desenvolvimento da rinite e age também como anti-inflamatório, analgésico e antipirético.
Soluções salinas (soro fisiológico) são utilizadas para lavagem nasal. Diferentes soluções salinas estão disponíveis na farmácia.
Pomada nasal: para hidratar a mucosa nasal que geralmente fica muita seca depois de uma rinite.
Imunoterapia: Chamada também de vacina, a imunoterapia é um tratamento que visa dessensibilizar o paciente aos alérgenos. Consiste na injeção de pequenas doses do alérgeno para acostumar o organismo, diminuindo a resposta à sua exposição. A imunoterapia atualmente só existe para os alérgenos mais comuns, como pólen, ácaros, pelo de animais, etc. O tratamento dura alguns anos e não deve ser interrompido sob o risco da perda de eficácia.
Tratamento para Rinite
Tratamentos Naturais

Além dos tratamentos tradicionais, existem também os tratamentos naturais que ajudam na prevenção e também para amenizar os sintomas.

Inalação: As melhores plantas para melhorar a rinite são o eucalipto e o tomilho. Basta ferver uma xícara de água e acrescentar uma gota do óleo essencial de eucalipto e tomilho. Respirar o vapor profundamente. Se preciso for, repita o processo.
Cúrcuma: A cúrcuma é antioxidante, anticancerígena e anti-inflamatória. Favorece o bloqueio da imunoglobulina e previne ou diminui os sintomas de alergias em geral. Saiba como usar a cúrcuma.
Chá Verde: O chá verdetem numerosas propriedades para a saúde e baixo teor de teína, por isso pode ser consumido habitualmente. Em casos de rinite alérgica, o chá verde contém um composto que impede a produção de histamina, diminuindo e aliviando a reação e os sintomas da alergia.
Chá de Alcaçuz: O chá de alcaçuz é outro bom remédio caseiro para a rinite, pois além de descongestionante é também anti-inflamatório. Para preparar esse chá, adicione meia colher (chá) de raiz de alcaçuz triturada em uma xícara de água ao fogo e ferva por 5 minutos. Coe e tome 3 vezes ao dia, após as refeições principais.
Infusão de Gengibre, Limão e Mel: Tanto o gengibre como o limão ajudam muito a melhorar o estado das vias respiratórias. Ferva durante 5 minutos um pedaço de raiz de gengibre picado. Deixe repousar outros 5 minutos, acrescente o sumo de ½ limão e 1 colher de mel antes de consumir.
Solução Salina: a lavagem das narinas com soro fisiológico ou outras soluções salinas é eficiente para eliminar os alérgenos aderidos na mucosa nasal naqueles casos mais leves. A lavagem pode ser feita várias vezes ao dia e pode ser usada para limpar a cavidade antes da aplicações de outros medicamentos.
Alguns Métodos para Aliviar os Sintomas

Beba bastante líquido, água, suco verde, água de coco e principalmente chás quentinhos. Esse vapor do chá ajuda a hidratar as vias respiratórias, melhorando os sintomas.
Mantenha a casa arejada e evite usar tapetes e cortinas.
Dê uma atenção especial ao seu sono: dormir bem é fundamental para sua imunidade.
Umedeça a mucosa nasal com soro fisiológico.
Evite usar roupas guardadas por muito tempo, pois podem conter fungos, um fator alergênico muito comum.
Faça inalações de vapores quentes com óleos essenciais ou sal.
Tratamento para Rinite
Como prevenir a rinite?

Em primeiro lugar, sempre pense em formas de melhorar sua imunidade. Incluir alimentos anti-inflamatórios e minerais como zinco e selênio, além da vitamina C sempre ajuda bastante.
Manter as mãos sempre limpas e evitar colocar as mãos na boca ou no nariz. Os germes ficam nas mãos. É altamente recomendável assoar o nariz ou tossir sempre em um papel ou lenço. Essa é uma boa maneira de evitar que os germes fiquem muito presentes no ambiente.
Beba muito líquido. A água limpa seu corpo! Os chás quentes ajudam a eliminar bactérias e outros vírus, além de hidratar o organismo. Podemos considerar que a água ou chá “dilui” os germes, e isso permite uma eliminação mais rápida. Veja aqui uma ótima receita de chá para melhorar a imunidade.
Respire ar fresco. Isto pode parecer paradoxal, mas o ar fresco pode melhorar a resistência ao frio. Especialmente nos meses de inverno, o organismo é muito vulnerável ao frio.
Faça exercícios físicos regularmente, pois ajuda a desenvolver o sistema imunológico a ser mais resistente contra os invasores (vírus e bactérias).
Invista nos probióticos. Estudos têm mostrado que ingerir probióticosuma vez por dia, pode reduzir em 25% a probabilidade de um resfriado ou uma rinite. Essas bactérias estimulam o sistema imunológico.
Evite o cigarro. Ao fumar, paralisamos os cílios do nariz. Menos germes são retidos e, em seguida, o organismo se enfraquece. Especialistas acreditam que fumar um cigarro pode paralisar os cílios por 30 a 40 minutos.
Reduza o consumo de álcool. Grandes quantidades de álcool destroem o fígado que é um dos principais órgãos responsáveis pela eliminação dos germes. Além do que, o álcool provoca desidratação do organismo e seu uso é contrário à prevenção da gripe.
Pratique meditação e relaxamento. Estudos têm demonstrado que relaxar pode ativar o sistema imunológico. Na verdade, as interleucinas, moléculas importantes no sistema de defesa contra a gripe, rinite e resfriados, são encontradas em maior proporção no fluxo sanguíneo. Você, então, aumenta suas defesas.
Hidrate as vias aéreas. Manter as vias aéreas sempre hidratadas evita doenças respiratórias. Uma inalação com soro fisiológico ou óleos essenciais são uma ótima opção.
E você, o que faz para tratar a rinite?

Cuidados com o Couro Cabeludo


Cuidados com o Couro Cabeludo

Cuidados com o Couro Cabeludo

Você cuida do seu couro cabeludo?

Para manter o cabelo bonito e sedoso, é importante investir em hidratações e tratamentos capilares. Porém, um dos passos fundamentais para deixá-lo impecável é dedicar-se aos cuidados com o couro cabeludo — região onde nascem os fios. E como a pele dessa área é muito vascularizada, deve-se mantê-la sempre bem limpa e saudável.

Se o couro cabeludo está bem tratado, os fios ficam soltos e sedosos, e a gordura produzida naturalmente pelo organismo se distribui ao longo de toda a fibra capilar, deixando-os macios e brilhantes. Mas quando a região não está saudável, a beleza do cabelo também sofre consequências, como oleosidade excessiva, queda de cabelo e ressecamento, além de coceira e descamação.

Entre os principais problemas do couro cabeludo está a dermatite seborreica, ou caspa. Ela pode ser causada com a presença de um fungo no couro cabeludo, o excesso de oleosidade decorrente de disfunções nas glândulas sebáceas, estresse, a baixa umidade relativa do ar, alterações de pressurização (como em aviões) ou frio intenso.

Cuidados com o Couro Cabeludo
Outros fatores podem afetar a saúde dos fios, como os tratamentos químicos tão comuns hoje em dia: alisamentos, escovas progressivas, tinturas, descoloração e relaxamentos. Os produtos químicos usados nesses casos agridem a pele e podem causar inflamação ou ainda irritação da área.

Por outro lado, o excesso de cuidados também pode ser prejudicial ao couro cabeludo, como o uso indiscriminado de produtos como géis, mousses ou pomadas. Se os cabelos não forem lavados adequadamente, esses itens podem acumular no couro cabeludo, “entupindo” o bulbo capilar. Para isso, a esfoliação remove essa sujeira e deixa as raízes mais fortes.

Cuidar do couro cabeludo com produtos destinados a esse fim previne problemas na região e nos fios. Remover a sujeira acumulada promove o fortalecimento de todo o cabelo e a eliminação dos fios mortos incentiva a renovação capilar. Hoje é fácil encontrar produtos para o couro cabeludo que limpam a região sem agredir a pele e a raiz dos fios.

Ao aplicar esses produtos, sempre massageie suavemente com movimentos circulares, para ajudar a ativar os vasos sanguíneos. Isso fortalece a raiz dos fios e seus cabelos crescem mais fortes e saudáveis.

Cuidados com o Couro Cabeludo
Cuidados Necessários com o couro cabeludo

Não lavar os cabelos com água muito quente, nem muito fria. O ideal é levemente morna, que evita a oleosidade, e o couro cabeludo respira melhor.
Não usar condicionadores no couro cabeludo, pois isso causa mais seborreia.
Não dormir com os cabelos molhados. Isso evita a queda dos cabelos e a caspa.
Lavar bem os cabelos, repetindo o shampoo para retirar todo o excesso de sujeira do couro cabeludo.
Evitar secar muito com o secador, pois o calor do secador pode ajudar nas indesejáveis caspas.
Proteger o cabelo do sol através do uso de chapéu.
E, o mais importante: cuide de sua alimentação! Os cabelos dependem diretamente do que nós ingerimos. Então, cuide mais da sua saúde que os seus cabelos agradecem.
Cuidados com o Couro Cabeludo
Couro Cabeludo Sensível

Várias causas podem explicar a sensibilidade do couro cabeludo. Começando por um desequilíbrio na produção de sebo, que pode provocar irritações. A poluição e o stress também estão na origem da irritação do couro cabeludo. A poluição deposita no cabelo elementos que criam um véu opaco e produzem radicais livres. Eles modificam a estrutura do couro cabeludo e alteram o bulbo piloso; o cabelo perde brilho e vigor.

Entre as agressões diárias que provocam problemas no couro cabeludo, também devem considerar-se:

Má alimentação e falta de vitaminas e minerais
O uso de shampoos inadequados que agridem os fios
Usar muita escova, ou puxar demais os fios
Uso prolongado de capacetes
Piscina, sol
Loções capilares inadequadas para seu couro cabeludo
Prurido, vermelhidões ou descamação são, por vezes, sintomas de doenças como o eczema ou a psoríase. Nestes casos, convém tratá-los para que os problemas desapareçam.

O que fazer para deixar o couro cabeludo saudável?

Cuidados com o Couro Cabeludo
Limpeza: A limpeza é essencial para manter o couro cabeludo saudável. A sujeira atrapalha o crescimento, entope os poros e pode gerar proliferação de fungos e bactérias. Também dificulta a oxigenação do couro e a troca celular. Então nada de ficar sem lavar os cabelos.
Esfoliação Capilar: A esfoliação capilar proporciona limpeza profunda e deixa os cabelos mais leves e saudáveis. Ela elimina a oleosidade, purifica e reequilibra o pH dos fios sem ressecar o couro e promove uma sensação de cabeça completamente limpa.
Máscara com argila: O tratamento com argila é um dos melhores para o couro cabeludo. A argila possui elementos muito eficientes na nutrição e hidratação e pode devolver a queratina perdida pelos fios danificados. O tratamento com a máscara de argila ajuda purificar, eliminar a oleosidade e fortalecer o couro cabeludo. Auxilia no crescimento saudável dos cabelos, repondo as proteínas e selando os fios.
Óleos vegetais: Além de hidratar o couro, os óleos vegetais também nutrem. Eles têm ácidos graxos e vitaminas que ajudam a reconstruir a superfície do cabelo danificado e protegê-los de danos adicionais e perda de umidade. Os melhores para tratar o couro cabeludo são: óleo de coco, rícino, jojoba, abacate e groselha negra.
Tratamento com óleos essenciais: Os óleos essenciais podem ser grandes aliados para o couro cabeludo. Eles podem ser usados ​​para purificar o couro cabeludo, fortalecer, melhorar a irritação e controlar a caspa. Os óleos essenciais também ajudam a controlar a oleosidade no couro cabeludo, melhorando a oxigenação e, consequentemente, o crescimento dos fios. Os melhores são: alecrim, ylang ylang, hortelã e cedro. Eles podem ser usados nos shampoos, máscaras com argila e óleos vegetais.
E você? Como cuida do seu couro cabeludo?

Benefícios da Corrida


Benefícios da Corrida

Benefícios da Corrida

Para se manter saudável e perder algumas gordurinhas que tanto incomodam, um dos melhores exercícios é a corrida.

A corrida é um dos exercícios físicos mais eficientes para quem quer perder peso com saúde. Correr acelera o metabolismo, fazendo a queima de calorias acontecer mais eficientemente. O aumento do metabolismo, provocado pela corrida, faz com que o organismo continue acelerado por mais alguma horas após o exercício. Ou seja, não é só durante a corrida que há queima de gordura. Por isso é tão importante a regularidade da atividade física, e não a quantidade de horas feitas num mesmo dia.

A gordura abdominal é a mais difícil de queimar, e exige uma tática específica. Contra ela, o mais eficaz é um programa de corrida e caminhada com variação de intensidade no mesmo treino. Isso, claro, sem exageros que levem a lesões. Os picos de treino obrigam o corpo a queimar energia até das fontes mais difíceis; daí o consumo da gordura visceral (barriga). Essa variação de intensidade implica em fazer alterações entre corrida e caminhada. Exemplo: correr por 2 minutos e andar por 5 minutos.

Quem Pode Fazer?

A corrida pode ser praticada por qualquer indivíduo, desde que tenha capacidade física para tal, ou seja, que a intensidade do esforço seja compatível com sua capacidade funcional. Para aqueles que já caminham e que possuem melhor condicionamento físico, a corrida passa a ser natural, pois o esforço exigido para manter a mesma frequência cardíaca no treino obriga a acelerar o passo.

É essencial que se façam exames antes da prática da atividade física para identificar possíveis doenças ou limitações físicas que impeçam a prática da corrida. Deve-se também investigar o estado nutricional do corredor, verificar se ele usa medicamentos e qual é o seu nível de condicionamento físico.

Benefícios da Corrida

Benefícios da Corrida
Correr traz muitos benefícios para a qualidade de vida do indivíduo:

reduz o peso corporal
melhora o nível de colesterol
aumenta a capacidade cardiorrespiratória
reduz os riscos de infarto
aumenta a massa muscular
reduz a variação da pressão arterial de repouso
ativa a circulação sanguínea, diminuindo problemas do coração
melhora a função do rim, que filtra o sangue e reduz o número de substâncias tóxicas que circulam pelo corpo
melhora a qualidade do sono
estimula a formação de massa óssea ajudando a prevenir lesões como a osteoporose
melhora a auto-estima
aumenta o condicionamento físico
proporciona sensação de bem-estar
diminui o estresse e melhora a depressão
aumenta a eficiência do metabolismo
Antes da Corrida

O ideal é consumir alimentos ricos em carboidratos com baixo índice glicêmico, ou seja, carboidratos que são absorvidos lentamente pelo organismo. Assim, eles serão liberados aos poucos durante a corrida, evitando-se a hipoglicemia (queda da taxa de glicose no sangue).

Para não correr o risco de sentir fome na hora da corrida, coma uma fruta (banana, maçã ou mamão são ideais) 15 minutos antes do treino. Não coma alimentos pesados e de difícil digestão.

Use roupas de tecidos leves e confortáveis, e tênis apropriados para corrida.

Benefícios da Corrida
Durante a Corrida

Durante uma corrida, a freqüência cardíaca (FC) deve ficar entre 60% e 75% da FC máxima, que pode ser estimada em 220 menos a idade da pessoa. Assim você terá menos chances de sentir dores articulares e musculares após o exercício. Saiba mais informações em exercícios intervalados.

O treinamento começa com caminhadas leves a moderadas que irão sofrer aumento no ritmo das passadas com o tempo. Depois de um tempo, corra durante alguns minutos e depois volte ao ritmo da caminhada. Descanse um minutinho e repita o processo, acelerando novamente.

Duração do Exercício

O tempo da corrida vai depender da capacidade de cada um: o importante é não exagerar. O ideal é que se façam sessões de 30 a 45 minutos, de 3 a 4 vezes por semana.

Respiração

Benefícios da Corrida
Quanto maior a intensidade do seu exercício, maior a quantidade de oxigênio que você precisa inspirar. Ou seja, você acaba tendo que “colocar o ar para dentro” no maior número de maneiras possíveis (pelo nariz e pela boca). Conforme o seu nível de condicionamento vai melhorando, você vai conseguindo respirar mais tranquilamente, em velocidades que antes era preciso ofegar.

Inspire duas vezes pelo nariz e solte o ar três vezes pela boca, de acordo com o ritmo da sua passada. À medida que se melhora o condicionamento físico, a preocupação com a respiração pode ficar em segundo plano.

Depois da Corrida

Após a corrida, é muito importante que se façam alongamentos, para evitar lesões. Além disso, deve-se beber líquidos como água de coco ou água com limão para hidratar o corpo e fazer uma refeição leve para repor os nutrientes perdidos.

Benefícios da Corrida
Iniciantes na Corrida

O ideal para quem quer começar a correr é já estar executando algum tipo de atividade física, como por exemplo, a caminhada.

Para os iniciantes na corrida é importante fazer uma consulta com especialista para avaliar as condições cardíacas.

O início deve ser lento. Iniciar a atividade com caminhadas. Depois de um tempo, passos mais rápidos e em seguida iniciar a corrida. Como seu preparo físico não é bom, corra no máximo durante 1 minuto. Em seguida volta para caminhada, descanse bem e volte a correr por mais 1 minuto.

Isso pode ser feito 3 vezes por semana durante 20 minutos. Após adquirir o hábito e quando seu condicionamento físico estiver melhor, pode aumentar para 30 minutos ou no máximo 45 minutos. É importante acrescentar a musculação em algum dia da semana para fortalecer os músculos e tornar a corrida mais fácil. Não há necessidade de correr todos os dias.

Plano para iniciar a corrida

Esse plano é bem eficiente e é para quem nunca correu. É bem simples e vale muito a pena tentar. Pretendo iniciar na próxima semana. O objetivo é no final de 9 semanas estar correndo 5 Km. É 3 vezes na semana e o total do tempo gira em torno de 20 minutos, vamos tentar?

Semana 1º treino 2º treino 3º treino
1 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 60 segundos de corrida e 90 segundos a andar durante 20 minutos. 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 60 segundos de corrida e 90 segundos a andar durante 20 minutos. 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 60 segundos de corrida e 90 segundos a andar durante 20 minutos.
2 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 90 segundos de corrida e 2 minutos a andar durante 20 minutos. 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 90 segundos de corrida e 2 minutos a andar durante 20 minutos. 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois alternar entre 90 segundos de corrida e 2 minutos a andar durante 20 minutos.
3 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois fazer duas repetições do seguinte:
• Correr 200m
(ou 90 segundos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos) 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois fazer duas repetições do seguinte:
• Correr 200m
(ou 90 segundos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos) 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois fazer duas repetições do seguinte:
• Correr 200m
(ou 90 segundos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
4 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 2 minutos e meio)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 2 minutos e meio)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 2 minutos e meio)
• Correr 400m
(ou 3 minutos)
• Andar 200m
(ou 90 segundos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
5 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 1.2Km
(ou 8 minutos)
• Andar 800m
(ou 5 minutos)
• Correr 1.2Km
(ou 8 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 3.2Km (ou 20 minutos) sem andar.
6 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
• Correr 1.2Km
(ou 8 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
• Correr 800m
(ou 5 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 1.6Km
(ou 10 minutos)
• Andar 400m
(ou 3 minutos)
• Correr 1.6Km
(ou 10 minutos)
5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correre 3.6Km (ou 25 minutos) sem andar.
7 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4Km (ou 25 minutos). 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4Km (ou 25 minutos). 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4Km (ou 25 minutos).
8 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4.5Km
(ou 28 minutos). 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4.5Km
(ou 28 minutos). 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 4.5Km
(ou 28 minutos).
9 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 5Km (ou 30 minutos). 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 5Km (ou 30 minutos). Último treino! Parabéns! 5 minutos de aquecimento a andar com passo acelerado. Depois:
• Correr 5Km (ou 30 minutos).
Fonte da tabela

E você, gosta de correr? Tem prazer no exercício ou faz por obrigação ou necessidade?

Cuidados com o Rosto


Cuidados com o Rosto

Cuidados com o Rosto
O rosto é a primeira parte do corpo em que reparamos quando conhecemos uma pessoa; é o nosso cartão de visitas. Por isso, para estar sempre bonita, o segredo fundamental é cuidar do rosto. Adquirir este hábito desde cedo é essencial para evitar o envelhecimento precoce da pele.

Estresse, má alimentação, excesso de sol, fumo, alterações hormonais e poluição são alguns dos fatores que interferem negativamente no processo de renovação celular. Eles geram a produção de radicais livres e comprometem a hidratação cutânea, prejudicando a aparência.

Uma rotina de cuidados básicos com a pele do rosto é necessária para minimizar esses efeitos negativos, e deve fazer parte de nossa higiene diária. No início, poderá parecer chato ou cansativo, mas com o tempo você verá os resultados e tudo se tornará uma rotina comum. O importante é tentar inserir alguns desses procedimentos em seu dia a dia.

Cuidados com o Rosto
1. Limpeza da Pele

Limpar a pele é fundamental para eliminar as células mortas, sudorese, secreções naturais da pele, resíduos de poluição e maquiagem. Uma pele limpa evita que cravos e espinhas se proliferem, já que diminui a flora bacteriana e as impurezas da pele. É indispensável para a manutenção de todo tipo de pele para remover as impurezas dos poros. A pele limpa estará apta para receber com mais eficiência os tratamentos faciais. Primeiro use um demaquilante para retirar a maquiagem, em seguida lave o rosto com sabonete específico para finalizar a limpeza.

2. Tônico Facial

O tônico facial é utilizado para complementar a limpeza da pele. Ele tem o papel de protegê-la da ação dos radicais livres, ajudando a reduzir a aparência de poros dilatados e uniformizando a textura da pele. Essa loção também tem a função de manter a umidade natural da pele, além de proporcionar mais elasticidade e beneficiar o tônus muscular da pele. O tônico deve ser usado depois de lavar o rosto. Ele vai eliminar aquela sujeirinha que a limpeza com o sabonete não tirou.

3. Esfoliação da Pele

O esfoliante é ideal para uma limpeza mais profunda da pele, eliminando as impurezas e retirando as células mortas de forma eficaz. A esfoliação também estimula a renovação natural de células da pele e ajuda no tratamento das espinhas. Além disso, a esfoliação prepara a pele para receber tratamentos complementares — melhorando, por exemplo, a absorção de loções hidratantes. Pelo menos a cada 15 dias, faça uma boa esfoliação na pele.

Cuidados com o Rosto
4. Máscara Facial

Existem vários tipos de máscaras, as que hidratam, as que tratam oleosidade, as que limpam e esfoliam (ajudam a fechar os poros), as máscaras feitas com argilas que desintoxicam a pele, e até as máscaras caseiras e naturais. O ideal é usar uma máscara facial uma vez por semana e intercalar os tipos para manter a pele limpa e saudável.

5. Hidratação Facial

Após esse ritual de limpeza, sua pele está preparada para receber uma boa hidratação. O uso adequado do hidratante faz a reposição da umidade da pele, eliminando tensões e suavizando rugas. Durante a aplicação, é recomendado que sejam feitos alguns movimentos específicos para melhorar ainda mais o resultado.

A hidratação facial é indicada para todos os tipos de pele, porém são as peles ressecadas que se beneficiam mais. Além do resultado imediato, é um ótimo método de prevenção do envelhecimento, pois cria uma película protetora para a pele.

6. Hidratante Clareador

As manchas na pele são um tormento para as mulheres que buscam uma pele saudável e homogênea. As causas dessas manchas podem ser as mais variadas como, por exemplo, a alteração na produção de melanina, infecções, distúrbios hormonais, exposição ao sol e marcas de acne. O ideal é usar um hidratante com ação clareadora para prevenir que novas manchas apareçam.

7. Tratamentos com Ácido

O surgimento de manchas indica que houve uma maior produção de pigmento naquele ponto da pele. Por isso, o tratamento é feito de forma localizada, somente sobre a área manchada. Os ácidos mais usados nesses casos são o retinoico, o kójico e o fítico. Além de inibirem a produção do pigmento melanina, todos são poderosos agentes de renovação celular. Os ácidos são os mais eficientes para tratamento de manchas.

Cuidados com o Rosto
8. Cremes para Área dos Olhos

A área dos olhos merece uma atenção especial pelo fato de ser a parte mais sensível do rosto. É o local onde aparecem as primeiras rugas. Os cosméticos são elaborados com fórmulas especiais para não agredir os olhos.

É importante utilizar cremes específicos para a região ao redor dos olhos, para manter o local devidamente hidratado, melhorar a textura da pele e promover uma renovação celular superficial. Com o uso diário e contínuo é possível evitar o aparecimento de linhas indesejáveis.

9. Cremes Anti-idade

Já na fase adulta, inicia-se a preocupação com o envelhecimento precoce. Com o passar dos anos, o desgaste natural da pele se intensifica. Fatores ambientais, estilo de vida e fatores psicológicos acabam influenciando no nosso bem-estar e na saúde de nossa pele. Por isso, fica cada vez mais importante ter um cuidado redobrado com a pele.

Será que os cremes antirrugas eliminam rugas? A resposta é não! Nenhum creme vai eliminar o que já tem, porém, os cremes ajudam a prevenir que novas rugas surjam. Quanto antes começar, melhor.

10. Protetor Solar

Muitas vezes não percebemos o sol queimar, mas ele está lá, firme e forte. Por isso, na hora de passar o protetor, espalhe-o bem, para cobrir todos os cantos do rosto. Lembre-se que mormaço também queima! No verão, não podemos marcar bobeira e precisamos redobrar os cuidados com a pele, principalmente a do rosto que é mais sensível e fica exposta o dia inteiro.

O uso do protetor solar é essencial para proteger a pele da ação dos raios solares, que é um dos maiores vilões do envelhecimento precoce. Ele deve ser utilizado diariamente, estando você na praia ou não. O filtro solar ajuda a proteger a pele da radiação ultravioleta do sol, o que reduz as queimaduras solares e outros danos à pele.

Cuidados com o Rosto
Mais Dicas para uma Pele Bonita

Programe-se para cuidar diariamente de sua pele. Alguns minutos diários, duas vezes ao dia, podem fazer sua pele renascer;
Beba bastante água, fundamental para o bom funcionamento de todo o organismo;
Tente manter uma alimentação equilibrada, à base de verduras, frutas e alimentos ricos em fibras;
Procure criar condições para um sono de qualidade e duração adequada;
Pratique atividades físicas regularmente;
Faça massagens faciais com uma esteticista de sua confiança, para melhorar a circulação sanguínea e o tônus muscular.
Faça ginástica facial, que fortalece a musculatura, dificultando o aparecimento de marcas de expressão e linhas superficiais, além de estimular o tônus muscular ao redor dos olhos.
O que você não deve fazer?

Expor-se ao sol em excesso sem a devida proteção (especialmente no rosto)
Dormir sem retirar completamente a maquiagem
Ingerir muito açúcar, frituras e comidas industrializadas
Consumir cigarro, álcool ou outras drogas
Expor-se à poluição
E você: se preocupa em cuidar da sua pele? Qual a sua rotina diária de cuidados com o rosto? Compartilhe nos comentários!

Jejum Intermitente


Jejum Intermitente

Jejum Intermitente
O jejum intermitente é uma maneira diferente de pensar sobre os alimentos, com vários benefícios para a saúde, boa forma e produtividade. O jejum intermitente não é uma dieta, mas uma padrão de como organizar suas refeições ao longo do dia: é uma abordagem cujo foco não está tanto no que você come, e sim no quando.

O que é o Jejum Intermitente

Existem vários tipos de jejum intermitente, mas o mais comum é o de "pular o café da manhã". Consiste em ficar 16 horas (14 para mulheres) sem se alimentar. Isso significa que toda sua alimentação do dia é feita em uma "janela" de 8 horas (10 para mulheres), como por exemplo entre 12:00 e 20:00.

Isso significa, no exemplo acima, que das 20:00 até o meio-dia do dia seguinte não teremos nenhuma ingestão de calorias. Bebidas como café e chá (desde que sem açúcar) podem ser consumidas (é importante se hidratar muito bem durante esse período).

Esse é um jejum que, surpreendentemente, é muito fácil de ser feito. Quem já tem o hábito, pratica quase que diariamente sem nenhum sacrifício. Ele é particularmente fácil para quem já pratica uma dieta natural, com baixo teor de carboidrato e elevado teor de gordura natural.

Como funciona? Não faz mal?

Jejuns prolongados, em geral, não são recomendados sem supervisão. Mas os jejuns curtos e intermitentes podem ser utilizados pela grande maioria das pessoas. Ao contrário do que se pensa, uma pessoa saudável não se sentirá fraca e incapacitada ao ficar algumas horas sem comer, pelo contrário.

Quando comemos com frequência constante, o corpo tem o alimento sempre disponível como fonte de energia e guarda as "sobras" na forma de gordura corporal. Na ausência de alimento, o corpo utiliza essa gordura estocada como fonte de energia, o que resulta em perda de peso e saúde para o organismo.

Durante o jejum, a produção de insulina diminui e a sensibilidade à insulina aumenta: isso significa que ao se alimentar novamente, o corpo vai metabolizar o alimento de modo mais satisfatório. Através do jejum intermitente reeducamos o corpo a utilizar o alimento da maneira mais efetiva possível. Isso significa não há acúmulo de gordura e ocorre aumento muscular (se os músculos forem exercitados).

Quando o corpo está sem seu combustível usual – glicogênio – ele passa a queimar gordura e também passa a reciclar componentes celulares danificados, o que se chama de autólise inteligente, e através desse processo o corpo se recupera mais rápido e tem a capacidade de renovar os seus sistemas, como o sistema imunológico.

Além disso, o jejum intermitente tem a incrível capacidade de reparar neurônios danificados e estimular o cérebro a gerar novos neurônios (neurogênese).

O jejum intermitente permite ao organismo reciclar nutrientes, renovar e organizar sua estrutura biológica e metabólica, eliminar componentes desnecessários, fortalecer a imunidade, produzir hormônios em deficiência e rejuvenescer tecidos – além de amplificar a eficiência e desempenho físico e mental.

Jejum Intermitente
E a ideia de comer em 3 em 3 horas?

Ainda é comum ouvirmos recomendações de que o ideal para a saúde seria se alimentar de 3 em 3 horas, e que necessitamos de pelo menos 3 refeições por dia (mais lanches e snacks), ou que o café da manhã é a mais importante delas. É o que se ensina ainda na maioria das faculdades de nutrição, e o que ainda é prescrito pela maioria dos profissionais. Ainda, pois a imensa maioria de evidências científicas já aponta nessa nova direção.

Na verdade, o conselho de comer de 3 em 3 horas é válido somente na dieta prevalente das últimas décadas, muito rica em alimentos industrializados. Com fontes de energia tão ruins, não é de se duvidar que as reservas de energia se esgotem tão rapidamente assim. É o mesmo raciocínio que levou ao grande equívoco de considerar gorduras como algo ruim.

Não seria o jejum intermitente mais uma moda?

A prática do jejum intermitente fez parte do desenvolvimento metabólico de nossos ancestrais, caçadores e coletores que praticavam o jejum com frequência, pois nem sempre havia alimento disponível no ambiente selvagem. Médicos de diferentes tradições ancestrais recomendavam o jejum como ferramenta de regeneração e cura do organismo. Os próprios animais, quando ficam doentes, jejuam.

Se observarmos a história, o jejum é uma prática que desde o princípio dos tempos é utilizada e recomendada por praticamente todos os povos e culturas do planeta. Ás vezes não precisa ir muito longe: provavelmente nossos avós comiam poucas refeições por dia, e nem por isso eram obesos ou pouco saudáveis.

Jejum Intermitente
Benefícios do Jejum Intermitente

Aumento da longevidade
Contribui para a renovação celular
Estimula o cérebro a criar novos neurônios
Diminui a produção de insulina
Aumenta a sensibilidade à insulina, que faz com que o corpo metabolize o alimento da maneira mais eficaz
Reduz o estresse oxidativo (atua como um anti-oxidante, protegendo o corpo)
Aumenta a produção do hormônio do crescimento, que estimula o aumento da massa muscular e contribui para a saúde geral do organismo
Diminui inflamações
Há estudos também apontando que o jejum ajuda em distúrbios psíquicos, diminuindo sintomas de depressão, desânimo e agressividade.
Seu dia fica mais produtivo e simples
Costuma melhorar nossa produtividade, não só por nos deixar mais alertas e dispostos
Economiza tempo e dinheiro
Muito fácil de fazer (bem mais fácil que dietas em geral!)
Contra-Indicações

Evite o jejum intermitente nas seguintes situações ou sintomas:

Durante ou próximo do período menstrual (logo antes ou depois)
Mulheres que estejam querendo engravidar e que estejam amamentando
Fadiga crônica
Num período em que não se está lidando bem com o estresse
Problemas de sono
Problemas no estômago como inflamações e infecções
Desequilíbrios hormonais
Conclusão

O jejum intermitente é um assunto muito vasto, e aqui minha intenção foi só colocar as informações mais básicas para se interar do assunto. É sempre importante consultar um profissional para mudanças alimentares. Quanto à minha experiência, eu já experimentei algumas vezes, e apesar de parecer muito difícil, com um pouquinho de sacrifício, dá para fazer. Recomendo!

Uma dica: o não comer é um período extremamente produtivo – seja para realizar tarefas, para estudar, trabalhar, caminhar, etc. Não gaste este precioso período pensando em comida ou contando as horas para o momento de comer de novo. Simplesmente esqueça o assunto. Tenha confiança de que seu corpo tem as reservas de que necessita e lembre-se de que é possível ficar sem comida e permanecer vivo por semanas, conforme a ciência comprovou. Aproveite seu jejum.

Babosa Contra Queda de Cabelo


Babosa Contra Queda de Cabelo

Babosa Contra Queda de Cabelo
A babosa (nome científico Aloe vera) tem diversas funções medicinais: é antibacteriana, anti-inflamatória, antifúngica, antiviral, hidratante, tônica, imunoestimulante, regeneradora e antioxidante.

Para os cabelos, ela é indicada para tratar e recuperar cabelos secos e ressecados, danificados e quebradiços, quimicamente tratados, ou com caspa e seborreia. Ela também atua no fortalecimento dos fios e na queda de cabelo.

A babosa atua limpando os folículos capilares e eliminando a gordura no no couro cabeludo (que pode atrapalhar o crescimento dos fios). A planta é capaz de regenerar e nutrir os fios, melhorando sua qualidade. Ao fazer o tratamento com babosa, os cabelos ficam mais bonitos, macios e brilhantes.

Babosa Contra Queda de Cabelo
Como a babosa atua na queda de cabelo?

A babosa é muito rica em nutrientes que contêm determinados princípios ativos. Estes princípios penetram e nutrem as células do folículo piloso, além de agir na melhora da membrana celular do couro cabeludo. A babosa é também rica em vitaminas, minerais, enzimas e aminoácidos. Por isso, ela nutre o couro e fortalece os fios — melhorando a queda de cabelo.

Como Usar a Babosa

O ideal é sempre usar a babosa da família barbadensis, aquela com folhas mais grossas. Dentro das folhas, existe uma espécie de “gel”. Basta retirar esse gel com uma colher e, para facilitar a aplicação, bater no mixer ou no liquidificador.

Passe o gel em todo o couro cabeludo e massageie. Se sobrar, pode passar nos fios também. Deixe agir por 30 minutos e lave os cabelos normalmente. Fazer o procedimento 1 vez por semana.

Veja também outras maneiras de usar a babosa.

Babosa Contra Queda de Cabelo
Hidratação Capilar com Babosa

Os componentes da planta lhe conferem um alto poder hidratante. Além disso, previnem a caspa, a seborreia, a oleosidade e a queda capilar. Assim, o uso da Aloe vera nos fios faz com eles fiquem mais macios, brilhantes e fortes.

Ingredientes:

1 colher de sopa do gel da babosa
1 colher de sopa de óleo de jojoba
5 gotas de óleo essencial de ylang ylang
Máscara de tratamento capilar (a quantidade depende do comprimento do seu cabelo)
Babosa Contra Queda de Cabelo
Modo de preparo: Em um mixer ou liquidificador, misture o gel, o óleo e a máscara. Em seguida, acrescente o óleo essencial.

Aplicação: Lave os cabelos com o shampoo de sua preferência. Seque levemente com uma tolha. Aplique a máscara nos fios, mecha a mecha, massageando bem (evite o couro cabeludo). Deixe o creme agir nos cabelos por 30 minutos e enxágue com água morna. Para finalizar, passe o condicionador.

E você? Já usou a babosa para tratar os cabelos?

Benefícios e Propriedades da Canela


Benefícios e Propriedades da Canela

Benefícios e Propriedades da Canela

Você gosta de canela? A especiaria, extraída da parte mais interna do tronco da caneleira, é comumente utilizada para aromatizar doces, mas não é só no sabor que a canela se destaca: hoje sabemos que ela traz diversos benefícios para a nossa saúde.

Propriedades da Canela

A canela possui propriedades carminativas (combate gases no intestino), antiulcéricas e estomacais. Seus azeites essenciais dissolvem melhor os alimentos, além de estimular a salivação e os sucos gástricos. Ajuda também a combater a aerofagia, as digestões difíceis e a acidez, estimulando também o apetite.
A canela também combate bactérias e fungos nocivos. Também se mostra bastante eficaz contra candidíases e úlceras.
Tem propriedades anti-inflamatórias e age no processo de desinflamação de tecidos, entre outros. É uma rica fonte de substâncias como manganês, ferro e cálcio.
Combate os radicais livres, contribuindo para a prevenção do envelhecimento precoce e do enfraquecimento dos fios de cabelo.
Possui também efeito termogênico: promove o aumento da temperatura do corpo, assim, facilitando a queima das gorduras.
Ativa o metabolismo, facilitando a queima de calorias.
É rica em antioxidantes que combatem os radicais livres e ainda regulam os níveis de colesterol ruim no organismo.
Ajuda a combater os sintomas do resfriado.
Benefícios e Propriedades da Canela
Consumo da Canela

A principal diferença entre a canela em pau (ou rama) e a em pó, é que a primeira concentra mais o sabor e o aroma. Em termos nutricionais, elas são bastante semelhantes.

A indicação diária de consumo da canela é de até uma colher de café por dia. A canela em pó deve ser usada para polvilhar doces e sobremesas, e a canela em pau pode ser utilizada no preparo do chá. Apesar de ser benéfica para a saúde, a canela não deve ser ingerida em excesso.

Receitas de Chá de Canela

Benefícios e Propriedades da Canela
1. Chá Termogênico (acelera o metabolismo e auxilia na queima de gorduras)

Ingredientes

3 paus de canela
1 colher (sopa) de chá verde em folhas
½ litro de água
Modo de Preparo

Ferva a água. Desligue o fogo e adicione o chá verde e a canela. Tampe e deixe em infusão por cinco minutos. Beba até 2 xícaras por dia.

2. Chá anti-inflamatório (auxilia em todo tipo de doenças inflamatórias)

Ingredientes

3 paus de canela
3 anis estrelado
2 fatias de gengibre
½ litro de água
Modo de Preparo

Ferva a água. Desligue o fogo e adicione o gengibre, anis e a canela. Tampe e deixe em infusão por dez minutos. Beba até 2 xícaras por dia.

3. Chá relaxante (alivia dores musculares e auxilia no relaxamento)

Ingredientes

2 paus de canela
1 colher (sopa) de erva doce
½ litro de água
Modo de Preparo

Ferva a água. Desligue o fogo e adicione a erva doce e a canela. Tampe e deixe em infusão por cinco minutos. Beba até 2 xícaras por dia.

Benefícios e Propriedades da Canela
Óleo Essencial de Canela

O óleo essencial de canela é extraído das folhas e ramos, do arbusto cultivado no oriente. Combate infecções, tosse, resfriado, gripe, reumatismo, artrite, debilidade geral e dores. É antisséptico e bactericida. O óleo é excelente para estados de esgotamento e sensações de fragilidade e depressão. Tem um efeito adstringente suave sobre a pele, enrijecendo tecidos flácidos.

O óleo essencial de canela, quando utilizado na aromaterapia, promove vários outros benefícios, como a redução de processos inflamatórios na passagem nasal. Seu efeito como estimulante do sistema imune pode ajudar as pessoas a se recuperarem mais prontamente de gripes e resfriados. Já sua propriedade “aquecedora” é boa para alguém que passa muitas horas em locais frios.

O óleo essencial de canela é um poderoso exterminador das larvas de mosquitos. Age como um repelente.

Benefícios e Propriedades da Canela
Possui propriedades utilizadas para matar espécies de fungos que formam o mofo em casas e alimentos.

O óleo de canela é muito útil em problemas decorrentes da menstruação. Ele previne as cólicas menstruais e o ciclo irregular. Como este óleo pertence ao grupo das substâncias emenagogas, ele promove a regularidade da menstruação.

Este óleo essencial estimula o funcionamento de nosso sistema imune, o que aumenta nossa proteção natural, pois nosso corpo é mais do que capaz de lidar com grandes e pequenas infecções ou doenças. Ele até mesmo pode prevenir as doenças autoimunes, o que ocorre quando o sistema imunológico adoece o corpo, como no caso do lúpus.

Como usar o óleo essencial?

Aromatizador (aproximadamente 9 gotas).
Banhos (20 gotas após encher a banheira, dissolvidas em uma colher de sopa de óleo vegetal).
Compressa (5 a 10 gotas em 1/2 litro de água).
Inalação (2 gotas em um lenço ou inalador com água).
Massagem (25 a 50 gotas em 100 ml de óleo vegetal).
Óleo para rosto e cabelos (1 colher de sopa de óleo vegetal com 01 gota de OE para o rosto, 5 gotas de OE para o cabelo).
Uso tópico (diluir 5 gotas do óleo essencial em 1 colher de sopa de óleo vegetal).
Banho de assento (10 gotas em 2 litros de água, dissolvidas em uma colher de café de óleo vegetal).
Você também curte canela? Tem alguma receitinha especial para compartilhar? 🙂

Melhore sua autoestima!


Melhore sua autoestima!

Melhore sua autoestima!
Autoestima é a opinião e o sentimento que cada pessoa tem por si mesma; é a capacidade de respeitar, acreditar e amar a si mesma. A autoestima é um trabalho diário e exige dedicação na mesma proporção que se dá aos filhos, ao companheiro, ao conhecimento, à carreira, à saúde e à beleza.

Para manter a autoestima, faça a si mesma o que você faz aos outros: incentivar, admirar, elogiar, desejar o melhor, tratar bem, com carinho e atenção. Ao se proteger, você preserva sua dignidade, não permitindo abusos. Se alguém te “atacar”, terá forças para reverter o problema a tempo, pois quem tem autoestima reconhece sua capacidade e confia nela.

A autoestima elevada é a condição vivida por pessoas que são elogiadas, apoiadas, autoconfiantes, que têm amor próprio, não vivem em conflito e não são ansiosas e inseguras. A baixa autoestima é o sentimento que se manifesta em pessoas inseguras, criticadas, indecisas, depressivas e que buscam sempre agradar outras pessoas.

Melhore sua autoestima!
Baixa Autoestima

A baixa autoestima revela uma pessoa que não expressa os seus sentimentos, que os guarda a sete chaves. Na tentativa de ocultar os seus sentimentos para os outros, ela acaba tornando-se mentirosa para si mesma.

Quais são as características mais comuns dessas pessoas?

Possuem tendências perfeccionistas e precisam se sentir no controle de tudo o que acontece a sua volta — o que provoca altos níveis de stress.
Tendem a ser negativas.
Preocupam-se demais com o que os outros vão pensar dela.
Culpam os outros pelos seus problemas.
Têm pouca concentração e geralmente são causadores de problemas.
Não pensam em si, somente nos outros.
Evitam emitir suas opiniões, gostos, valores, pensamentos e sentimentos.
Perde-se a autoestima quando se passa por muitas decepções, frustrações; ou em situações de perda, ou quando não se é reconhecido por nada. Também quando não somos valorizados ou nunca recebemos elogios.

O que nos abala na realidade não é a falta de reconhecimento por parte de alguém, mas principalmente a falta de reconhecimento por nós mesmos! Deste modo, sua autoestima, no final das contas, é determinada por você mesma: pare de culpar seus pais, parentes, amigos ou colegas pela deterioração da sua auto-imagem. Quem tem que se preocupar com ela é você, não os outros; não permita que eles a contaminem.

Melhore sua autoestima!
Como aumentar a autoestima?

As pessoas que possuem uma autoestima alta e positiva são capazes de superar qualquer situação que traga uma dificuldade ou desafio todos os dias. No outro lado da moeda, quem mantém uma autoestima baixa só se permite limitar e fracassar. Confira algumas dicas para melhorar a sua autoestima:

Não fique presa as coisas que aconteceram no passado. Não generalize as experiências negativas que você viveu ao longo da sua vida. Aceitar que você não é perfeita e que pode ter defeitos é necessário para se permitir fluir desfrutando da sua verdadeira essência, além de aceitar que o que aconteceu uma vez não tem que acontecer de novo.
Preste atenção nas suas conquistas e sucessos. Essa é uma das melhores formas de melhorar a nossa autoestima pessoal. Para ter uma boa autoestima, é necessário reconhecer em nós mesmos a capacidade de fazer as coisas bem nas diferentes parcelas que compõem a nossa vida. E nunca podemos nos esquecer de nos esforçarmos para conseguir alcançar os nossos objetivos.
Nunca se esqueça de agir de forma coerente com o que você pensa e sente. Acima de tudo, nunca deixe de confiar em si mesma. Lembre-se de todas nós temos nossa própria percepção da realidade, e por isso não precisamos nos preocupar tanto com o que os outros pensam.
Acostume-se a perceber e a valorizar as características boas que você tem e das quais sente orgulho. Os seus pontos fortes e fracos são um tesouro, pois fazem com que você seja extraordinário e único para qualquer outra pessoa.
Nunca deixe de aceitar a si mesma e aquilo que você é. Em você reside o poder de realizar tudo aquilo que sonha, com suas virtudes e imperfeições. As relações autênticas e sinceras estão ligadas pela aceitação do que realmente somos.
Não se compare aos outros. Pode ser que você se considere pior do que os outros, mas lembre-se de que sempre haverá um aspecto na vida em que você vai ser melhor que alguém. Portanto, só vale a pena fazer comparações se a finalidade for para obter uma aprendizagem positiva e prática.
Concentre-se em melhorar aquilo que você considera que não está satisfeito consigo mesmo. Esta é uma boa forma de aumentar a sua autoestima pessoal, já que permite evoluir tanto interna como externamente. Identifique o que você gostaria de mudar ou conseguir. Em seguida, trace um plano de ação para começar a avançar nas mudanças necessárias para alcançar seu objetivo.
Melhore sua autoestima!
Ame-se, preocupe-se com você, construa seu amor próprio e seja verdadeira com si mesma. Aceite seus defeitos, seja otimista; cuide do seu corpo, saúde, cabelos — cuide da sua beleza e encare a vida de cabeça erguida!

Como Cuidar Bem das suas Cutículas


Como Cuidar Bem das suas Cutículas

Como Cuidar Bem das suas Cutículas

Aqui no Brasil, o hábito de tirar as cutículas é muito comum. Porém, a cutícula é uma pele com um função bem específica que é a de proteger a unha em toda sua base. Ela impede a entrada de bactérias, fungos e preserva o formato e a qualidade da unha. Por isso, as americanas e as europeias não as tiram. Ao invés disso, hidratam e cuidam muito bem delas.

Ao invés de cortar fora as cutículas, a melhor alternativa é investir em redutores, amolecedores e hidratantes que as façam ficar comportadas e com aspecto saudável. Quem tem o hábito de retirar as cutículas as torna maiores, pois a pele tem a capacidade de ser estimulada: quando a cutícula for retirada, ela sempre será refeita.

O que é a cutícula?

É a camada de pele que une o dedo à unha. Existe a cutícula interna, que é a que fica grudada na unha, e a externa, que fica em volta, no próprio dedo.

Como Cuidar Bem das suas Cutículas
Para manter suas cutículas sem retirá-las, siga algumas dicas:

Passe um amolecedor de cutículas em volta dos dedos, esperando entre 3 e 5 minutos. Se você não tiver esse produto em casa, aplique um hidratante e mergulhe as mãos em um pote com água morna.
Em seguida, pegue um pauzinho de laranjeira ou uma espátula e passe-a levemente por todo o contorno da unha a fim de que a cutícula fique em seu devido lugar. Nessa etapa, os excessos de pele morta se sobressairão e você poderá cortá-las com um alicate bem afiado — mas somente as que estiverem levantadas.
Então, enxugue os dedos com uma toalha para retirar o excesso de creme, lixe as suas unhas e passe um hidratante para mãos. Agora, basta escolher o seu esmalte preferido e sair com as mãos, unhas e cutículas lindas.
Como Cuidar Bem das suas Cutículas
Hidratantes para Cutícula

O segredo para conseguirmos nos afastar dos alicates de vez é hidratação! Passar hidratantes, óleos e pomadas evita que as cutículas fiquem ressecadas e arrepiadas. A hidratação ajuda as cutículas a ficarem mais comportadas. Isso ajuda não só as cutículas, mas também no crescimento das unhas, proporcionando unhas fortes e saudáveis.

Caso não tenha hidratantes específicos para as cutículas, você pode usar cremes para as mãos, óleo de coco, óleo de argan, óleo de rosa mosqueta ou óleo de amêndoas. O importante é hidratar suas cutículas! O ideal é hidratar duas vezes ao dia.

Como Cuidar Bem das suas Cutículas
Removedor de Cutícula

Para quem quer parar de tirar as cutículas com alicate, uma boa ideia é usar removedores de cutículas. A função é ajudar a “derreter” a cutícula, mas o que acontece mesmo é que o removedor de cutícula tira o excesso de pele morta ao redor das unhas. Segue algumas sugestões de removedor de cutícula:

Removedor Cutícula, Mavala
Sally Hansen Instante Cuticle Remover
Mira-Cuticle ComplExo Redutor de Cutícula Avon
Removedor de Cutícula Velox
O removedor de cutícula é um produto cremoso que você deve aplicar na parte inferior da unha, em cima da cutícula, e com isso ir fazendo uma massagem para que o produto penetre melhor na pele. Na primeira semana de uso você deve aplicar em dias alternados, para sua pele ir se adaptando ao produto, afinal, são novos compostos que vão aderindo à sua pele. É notável a diferença, tanto na redução quanto na maciez do local, além do principal: sem deixar de proteger as suas unhas de fungos e bactérias que você é exposta quando extrai a cutícula com o alicate de unhas.

E então, devo parar de tirar as cutículas?

A mulher brasileira cresceu ouvindo que unhas bem feitas são aquelas bem cutiladas, que conferem aspecto mais delicado às mãos. No entanto, especialistas afirmam que remover esta é um ato prejudicial à saúde, já que a ela é a nossa primeira barreira imunológica, impedindo que agentes externos entrem no nosso corpo e provoquem doenças. Ou seja: o corpo enxerga esta ação como uma agressão.

Ou seja, é um mau hábito pra saúde, mas com forte herança cultural. Tirar ou não a cutícula é, claro, decisão de cada uma. Eu acho que, antes de retirar, vale a pena sim investir nesses procedimentos de higiene e beleza, e não tirar suas cutículas com alicate.

E você, como faz suas unhas?

Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento


Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento

Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento
Gosta de usar tônico facial? Que tal fazer em casa um tônico para tratar a sua pele?

Para complementar seus cuidados diários com a pele, vou passar a receita deste tônico facial que ajuda a nutrir, hidratar e melhorar o aspecto da pele. Além de tudo, ele é totalmente livre de conservantes ou químicas estranhas.

Este tônico é especialmente interessante para pele madura. Os sinais do envelhecimento costumam a aparecer depois dos 40 anos. Então, é nessa fase que devemos intensificar os cuidados com a pele.

Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento
Ingredientes

1 colher de sopa de babosa (aloe vera)
1 colher de chá de glicerina
1 colher de chá de elastina
3 gotas de óleo essencial de palmarosa
3 gotas de óleo essencial de patchouli
1 cápsula de vitamina E
100 ml de água mineral ou filtrada
Separe 100 ml de água e adicione todos os ingredientes. Misture bem e coloque em um recipiente limpo e seco. Guarde em local escuro e evite temperaturas muito elevadas. Caso isso não seja possível, guarde na geladeira.

Pode ser usado de manhã e a noite. Durabilidade: 2 meses

Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento
Sobre os Ingredientes

Babosa (Aloe vera): Penetra profundamente na pele, absorve as impurezas e elimina bactérias. Hidrata e atua na regeneração celular.
Glicerina: Tem capacidade umectante pois atrai a água, fazendo com que a derme a retenha e se mantenha sempre hidratada e perfeitamente nutrida. Possui também propriedades antibacterianas.
Elastina: As fibras de elastina dão elasticidade aos tecidos, entre eles a derme, que completa a resistência à tração das fibras de colágeno, sustentando a pele e evitando o seu envelhecimento.
Receita: Tônico Facial Anti-envelhecimento
Óleo essencial de palmarosa: É indicado para pele seca, envelhecida e enrugada, e possui ação calmante e refrescante para a pele.
Óleo essencial de patchouli: É considerado um regenerador de tecidos, capaz de ajudar na recomposição das células cutâneas e na formação do tecido de cicatrização. Excelente para peles envelhecidas.
Vitamina E: Tem ação antioxidante evitando o envelhecimento precoce.
Modo de usar:

Passe o tônico com o auxílio de um algodão, já com a pele limpa. Deixe secar. Se usar pela manhã, passe antes do protetor solar. À noite, antes do creme de tratamento.

Gostou da receitinha? Que tal experimentar?

Máscaras com Argila para Tratar a Acne


Máscaras com Argila para Tratar a Acne

Máscaras com Argila para Tratar a Acne

Existem vários tratamentos para acne: anticoncepcional, roacutan, antibióticos, ácidos, peeling… Muitos destes, porém, causam efeitos colaterais.

Os tratamentos naturais são mais brandos, mas também muito mais seguros e sem efeitos colaterais. Eles ajudam na prevenção e atuam como coadjuvantes no tratamento. Claro, se você tem muita acne, o ideal é consultar um dermatologista para fazer o tratamento mais adequado. Mas se o seu caso é mais suave, o tratamento com essas máscaras com argila que podem ser muito úteis. Experimente!

Máscaras Naturais para Tratar a Acne

A base para nossas receitas é a argila, que traz muitos benefícios para a pele. A argila mais indicada para pele oleosa e acneica é a argila verde, mas também podem ser usadas a argila branca e a rosa.

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
1. Máscara de Argila com Aloe Vera

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
A aloe vera (babosa) possui propriedades terapêuticas e é eficaz para reduzir a inflamação, vermelhidão e inchaço, favorecendo a rápida cicatrização da pele. Ela é calmante e funciona como um anti-inflamatório, além de conter propriedades antibacterianas.

Ingredientes

1 colher de sopa de argila verde
1 colher de sopa de gel de babosa
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

2. Máscara de Argila com Óleo Essencial de Melaleuca

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
O óleo essencial de melaleuca (tea tree) é excelente para tratar a acne. Possui ação anti-inflamatória e antibacteriana. É muito utilizado como um antisséptico e adstringente na pele, e pode ser aplicado diretamente na espinha.

Ingredientes

1 colher de sopa de argila verde
1 colher de sopa de água
2 gotas de óleo essencial de melaleuca
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

3. Máscara de Argila com Chá Verde

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
O chá verde é antioxidante e seu alto teor de ácido tanico é excelente para reduzir o inchaço e a inflamação dos tecidos da pele; muito apropriado para tratar a acne. O chá verde controla a produção de oleosidade na pele, prevenindo a acne. Também é antibactericida e adstringente natural.

Ingredientes

1 colher de sopa de argila verde
2 colheres de sopa de chá verde bem forte
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

4. Máscara de Argila com Bicarbonato de Sódio

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
O bicarbonato de sódio pode atuar tanto como um ácido ou como uma base. Assim, ele pode ajudar a neutralizar os desequilíbrios do pH da pele, uma causa comum da acne. Remove o excesso de oleosidade que provoca cravos e espinhas. Ele também tem propriedades anti-inflamatórias e antissépticas suaves. Quando misturado com água, o bicarbonato de sódio forma uma pasta fina e arenosa, que ajuda a limpar e a esfoliar a pele, removendo a oleosidade, a sujeira e as células mortas da pele.

Ingredientes

1 colher de sopa de argila rosa + bicarbonato de sódio (metade de cada)
1 colher de sopa de água
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

5. Máscara de Argila com Ácido Salicílico (Aspirina)

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
A aspirina é uma excelente aliada para combater a acne, reduzir as manchas e eliminar as impurezas da pele. Possui efeito anti-inflamatório e cicatrizante que ajuda a diminuir a acne.

Essa máscara deve ser usada somente à noite, pois o limão em contato com o sol pode manchar ainda mais a pele

Ingredientes

1 colher de sopa de argila branca
O pó de 3 aspirinas esmagadas
1 colher de sopa de água
1 gota de óleo essencial de limão ou umas gotinhas de limão
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

O limão combinado com a aspirina cria um poderoso adstringente e antibacteriano que, além de eliminar as impurezas, combate as bactérias que provocam os graus mais graves de acne.

6. Máscara de Argila com Vinagre de Maçã

Máscaras com Argila para Tratar a Acne
O vinagre de maçã contém propriedades antibacterianas que podem matar as bactérias que causam acne. Ele também equilibra o pH da pele, evitando oleosidade excessiva e formação de manchas.

Ingredientes

1 colher de sopa de argila branca
1 colher de sopa de água e vinagre de maçã (metade de cada)
Em um recipiente, misture bem os ingredientes e passe na pele limpa com um pincel. Deixe agir por 20 minutos e enxágue bem.

As máscaras podem ser aplicadas na pele até 3 vezes na semana. Para a prevenção da acne, o ideal é que o tratamento seja constante. Aplique aquela receita que mais se adequa ao seu caso, ou pode variar as receitas. Experimente!

Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!


Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!

Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!

O pepino é predominantemente formado por água. A água do pepino ajuda no controle da temperatura do corpo e nos processos orgânicos, oferecendo nutrientes para as células e eliminando delas suas impurezas.

Ele possui muita fibra e é importante para o sistema digestivo. Esta hortaliça é um poderoso tônico para o fígado e rins, além de dar força aos cabelos e unhas — graças ao alto teor de silício.

O pepino é alcalinizante, calmante, refrescante, emoliente, laxante, estimulante e mineralizante.

Além disso, o pepino é um diurético natural e de grande ajuda na dissolução de cálculos renais. Ele é rico em potássio, que proporciona flexibilidade aos músculos e dá elasticidade às células que compõem a pele. Isso resulta em rejuvenescimento da epiderme, especialmente a do rosto.

Além da polpa, a casca e as sementes também podem ser ingeridas e são ricas em fibras e em betacaroteno, que contribuem para a saúde dos olhos, pele e dos cabelos.

Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!
Benefícios do pepino

Consumir pepino reduz os níveis de ácido úrico do organismo, mantendo os rins funcionando em equilíbrio, ajudando também a dissolver cálculos renais.
Melhora a contração e saúde muscular, por conter potássio e magnésio.
Melhora a circulação sanguínea por ser rico em água (96% de composição por água).
O pepino fresco alimenta, hidrata e ainda alivia um pouco a vontade de mastigar em momentos de ansiedade. Toda sua água também atua como uma vassoura, varrendo para fora toxinas do organismo.
Melhora o trânsito intestinal.
É rico em flavonoides e lignanas, que são antioxidantes poderosos.
O pepino contém vitamina E, além de ter uma boa capacidade de regular o pH natural da pele, fazendo com que seja um bom remédio contra as queimaduras solares e as cicatrizes. Os antioxidantes favorecem a regeneração celular e mitigam os danos causados pelos radicais livres.
Melhora a saúde do coração, por ser rico em potássio.
Sistema Digestivo

O alto teor de fibras do pepino mantém o funcionamento do sistema digestivo e, diferentemente de muitos outros alimentos ricos em fibras, ele é balanceado com uma reserva própria de líquido. O seu consumo pode diminuir ou prevenir a prisão de ventre, causada em geral pela falta de ingestão de líquidos. O alimento ajuda também em caso de diarreia, pois, além de reidratar, repõe minerais essenciais.

Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!
Suco de Pepino

O suco de pepino é utilizado para inflamações do tubo digestivo e da bexiga. Ele tem também ação purificante e serve para eliminar a gordura da pele. O suco é conhecido por ser um ótimo diurético. Ele auxilia nos casos de pressão arterial, nas enfermidades dos dentes e das gengivas. Além disso, poder ser utilizado como cosmético para o rosto e no couro cabeludo para combater a caspa.

Receita:

2 pepinos
Um punhado de salsinha
1 laranja
Um pedaço de gengibre
Bata tudo no liquidificador; se preferir, acrescente um pouco de água e coe. Beba em seguida. Esse suco também pode ser usado na pele e no couro cabeludo.

Pepino, um hidratante poderoso para seu corpo!
Dica de consumo

O pepino vai muito bem em pratos como saladas, sopas frias ou cozidas, e em conservas. Deve ser consumido ainda verde, pois quando amadurece se torna fibroso, perde a crocrância e as sementes ficam duras e ásperas. Para saber se está no ponto, a casca precisa ter cor viva e brilhante.

Para obter esses benefícios, deve-se consumir o pepino de 1 a 3 unidades por semana. Ele deve, sempre que possível, ser orgânico.

E você, costuma consumir pepino?

Tratamentos para Dor de Garganta


Tratamentos para Dor de Garganta

Tratamentos para Dor de Garganta

Quem nunca teve uma dorzinha na garganta pelo menos uma vez? Atingindo crianças e adultos de todas as idades, a dor de garganta é caracterizada por inflamação, irritação e dificuldade para engolir ou falar. A dor de garganta pode ser passageira (normalmente acompanhada de gripe ou resfriado), ou pode ser persistente — o que acontece especialmente em pessoas com amigdalite.

Causas de Dor de Garganta

Alergias e rinites
Refluxo gastroesofágico
Irritação provocada por fumaça de cigarro ou álcool
Ressecamento da mucosa em pessoas que dormem de boca aberta
Frio e baixa umidade do ar
Uso excessivo da voz
Clima seco e falta de beber líquidos
Gripes e resfriados
Faringites e amigdalites
Tratamentos para Dor de Garganta
O que são a faringite e a amigdalite?

Faringite é o nome dado à inflamação da faringe; amigdalite é a inflamação das amígdalas. Ambas apresentam como principal sintoma a dor de garganta. Como estão anatomicamente próximas, é muito comum a faringe e as amígdalas inflamarem simultaneamente, um quadro chamado de faringoamigdalite. Apesar de inflamarem juntas, algumas pessoas têm predominantemente amigdalite, enquanto outras, apenas faringite.

Tratamento para Dor de Garganta e Amigdalites

Tratamentos Naturais

Antes de partir para os remédios tradicionais, você pode tentar algumas dicas caseiras que podem ser bem efetivas. Alguns ingredientes naturais têm propriedades contra dor de garganta, como efeitos anti-inflamatório, antibacteriano e antiviral.

Própolis: A própolis é famosa por ser um potente antibiótico natural. Atua também como um anti-inflamatório e bactericida. A própolis funciona melhor como um preventivo, por isso deve-se tomar diariamente. Tome 20 gotas em meio copo de água.
Gargarejo com água morna e sal: Separe 200 ml de água morna e acrescente ½ colher de chá de sal. Faça o gargarejo e repita 2 vezes ao dia. O sal ajuda a limpar o excesso de mucosa, além de permitir que o seu nariz entupido volte a drenar corretamente. Também tem ação bactericida.
Vinagre de maçã: Contém níveis altos de acidez que podem eliminar as bactérias e, quando misturado com mel, pode aliviar a dor de garganta. Basta misturar uma colher de sopa de vinagre de maçã e uma colher de sopa de mel em uma xícara de água morna e ingerir.
Vapor: O vapor pode aliviar a dor de garganta, principalmente quando ela dói devido à secura. Ele ajuda a desobstruir as vias nasais, deixando a garganta hidratada e evitando a proliferação das bactérias. Ferva uma xícara de água e acrescente óleo essencial de eucalipto ou um pouco de Vicki. Respire profundamente o vapor.
Chá de raiz de alcaçuz: O alcaçuz tem propriedades antivirais e anti-inflamatórias que ajudam a reduzir o inchaço e a irritação. Prepare um chá com alcaçuz e coloque também alguns cravos para potencializar o efeito. Tome bem quentinho duas vezes por dia.
Gargarejo de bicarbonato de sódio: O bicarbonato de sódiopossui propriedades antibacterianas. Ele também tem um pH levemente alcalino, que alivia irritações e inchaços da garganta. Separe uma xícara de água morna e ½ colher de chá de bicarbonato de sódio. Misture bem e faça gargarejos duas vezes ao dia.
Mastigar cravos: O cravo tem poderes analgésicos devido ao eugenol (óleo de cravo), substância que é um forte antisséptico natural e pode atuar como um antibacteriano também. Mastigar cravos vai liberar lentamente o eugenol e anestesiar a dor em sua garganta. Separe alguns cravinhos e mastigue. É melhor não engolir o cravo mastigado.
Chá de gengibre: O gengibre funciona como um remédio natural por conta de suas propriedades antivirais, bactericidas e anti-inflamatórias. Ajuda a soltar e expulsar o muco presente no sistema respiratório. Faça um chá de gengibre bem forte e acrescente mel. Beba bem quentinho, duas xícaras por dia.
Umidificar o ambiente: Para regiões secas, a baixa umidade do ar contribui para dores de garganta. Então, deixe o ambiente de sua casa úmido; porém, evite usar umidificador de ar, pois pode deixar o ambiente muito úmido e facilitar a proliferação de bactérias. Então, o melhor a fazer é umedecer toalhas ou deixar baldes com água pelos cômodos fazendo com que o ar fique úmido aos poucos.
Tratamentos para Dor de Garganta
Tratamentos Alopáticos

Antibióticos

Para se evitar as complicações das amigdalites bacterianas descritas acima, o tratamento deve ser sempre feito com antibióticos. Na maioria dos casos, em 48 horas já há uma melhora significativa dos sintomas (porém sempre tome qualquer antibiótico até o fim da prescrição!).

O tratamento com antibióticos derivados da penicilina, como amoxacilina, deve ser feito por 10 dias. Nos pacientes alérgicos à penicilina, uma opção é azitromicina por 5 dias. Naqueles pacientes com intenso edema da faringe, que não conseguem engolir comprimidos, ou naqueles que não desejam ficar tomando remédio por vários dias, uma opção é a injeção intramuscular de penicilina Benzatina, o famoso Benzetacil, administrado em dose única.

Anti-inflamatórios

Bons exemplos de anti-inflamatórios indicados contra garganta inflamada ou com pus são: Flanax, Ibuprofeno e Naproxeno, Diclofenaco e Cloridrato de Benzidamina. Esses remédios devem ser usados sob indicação médica. Esses anti-inflamatórios devem ser tomados após as refeições para não dar dor de estômago, porque esse tipo de remédio, normalmente, irrita a mucosa do estômago, especialmente em pessoas que tem gastrite ou maior sensibilidade gástrica.

Pastilhas e spray para garganta: São à base de mentol, ambroxol, benzidamina, benzocaína, lidocaína e alguns anti-inflamatórios, aliviam o dor na garganta por terem ação anestésica, mas não curam infecção; resolvem mais em casos alérgicos.

Prevenção da Dor de Garganta ou Amigdalite

O ideal é que antes de ter uma inflamação na garganta ou amigdalite, seja feita uma prevenção para evitar esses incômodos.

Quem já está sentindo a dor de garganta precisa saber que o tipo de tratamento depende do tipo da doença e das suas causas. Se for causada por vírus, o tratamento é baseado em medidas de suporte e analgésicos, já, se for bacteriana, como as amigdalites, os cuidados incluem a administração de antibióticos. Os casos crônicos são tratados de acordo com a causa básica da dor.

No inverno, as dores de garganta são bem mais comuns, devido às diferenças de temperatura. Isso por que, devido a fatores variados, como o clima mais frio e seco, além da permanência maior das pessoas em ambientes fechados, e também das próprias epidemias de gripes e resfriados.

Para um prevenção efetiva, em primeiro lugar é manter a imunidade alta: melhorar a alimentação, tomar suplementos de vitaminas e minerais, principalmente vitamina C, zinco e selênio, que melhoram a imunidade. Praticar exercícios físicos e evitar o estresse também ajudam muito.

Beber chás também é uma excelente pedida para prevenção. O chá quente leva embora as bactérias acumuladas na boca e garganta podendo evitar infecções e mantendo o corpo hidratado. Os melhores chás para garganta são: gengibre, cravo, tomilho e sálvia.

Incluir na dieta alimentos e suplementos antioxidantes e anti-inflamatórios como própolis, cúrcuma e gengibre.

E você, costuma ter dor de garganta? Como faz para tratar?