Meu Twitter

domingo, 30 de agosto de 2015

Um Chamado à Oração - Paulo Junior

Pregação sobre oração muito profunda Paulo Junior ,o maior segredo e voc...

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Igreja Congregacional - Evangelizando o Brasil desde 1855

terça-feira, 25 de agosto de 2015

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

153 Anos do Congregacionalismo Brasileiro


Todo Crente deveria ouvir Este Louvor - Fará parte de sua benção hoje....e de arrepiar

Posted by Pr Jean Pentecoste on Segunda, 2 de março de 2015

domingo, 23 de agosto de 2015

Projeto Vida Nova de Irajá - Motivo da Minha Canção

Os melhores tocadores de violão

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Apocalipse

Tua graça não tem fim!

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Experimento Social- Pedófilos Redes Sociais (Legendado)

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Histórias de Projeto Missionário - Episódio 3

Histórias de Projeto Missionário - Episódio 2

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Os Perigos do Whatsapp e Facebook - Paulo Junior

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

A Geração de Evangélicos que Trocou a Bíblia Pela Heresia 2

A Geração de Evangélicos que Trocou a Bíblia pela Heresia

12/03/1981 - Corinthians-SP 1x4 Santa Cruz-PE - Campeonato Brasileiro

Dr. Fabio Augusto - Coração Fiel (Cd Coração Fiel - Paulinas/Comep)

JOSEMAR BESSA: Deus zomba do culto em que o deus depende do adora...

JOSEMAR BESSA: Deus zomba do culto em que o deus depende do adora...: Em seu primeiro sermão, com apenas 20 anos de idade, Spurgeon disse:  “O estudo próprio do cristão é o da Deidade. A mais alt...

domingo, 16 de agosto de 2015

O que estão fazendo com o Louvor? - Paulo Junior

sexta-feira, 14 de agosto de 2015


ELEIÇÃO INCONDICIONAL. Os arminianos modernos sustentam que eleição é a aceitação de Deus daqueles a quem previu que creriam nEle. Deus elegeu a quem previamente viu que aceitaria a salvação. Os antigos evitavam qualquer menção a uma eleição individual, consentindo tão só que Deus elegeu os crentes, os que cressem, para a salvação. Para os calvinistas, a seu turno, a eleição é incondicional. Vale dizer, a eleição não está baseada em qualquer previsão divina quanto à aceitação humana de Sua vontade. As reações positivas ao chamado de Deus resultado da eleição, e não sua causa. Essa posição é tão só desdobramento lógico do que ensinamos sobre a depravação total. Se o homem está morto, cego, cativo, impossibilitado de salvar-se, é óbvio que a solução para essa condição não pode estar nele próprio. Todavia, observamos que a doutrina da eleição incondicional não resulta de mera dedução lógica, mas da observação séria das Escrituras. É doutrina que todo aquele que respeita a Bíblia como Palavra de Deus deverá considerar. Colocaremos o ensino da eleição como segue: 2.1. Deus, o Pai, é seu Autor (Ef 1:4). 2.2. A natureza da eleição: eleger é tomar para si, escolher dentre tantas outras possibilidades. 2.3. O objeto da escolha: gente dentre a massa da humanidade caída (Ap 5:9). Nunca é ensinado nas Escrituras que a humanidade toda é objeto da eleição. 2.4. A causa da eleição: é certo que a causa da eleição não pode estar no próprio homem (Dt 10:14-15; Dt 7:6-7; Rm 9:11-13; I Co 1:26-29; II Tm 1:8,9). Ou seja, podemos asseverar indubitavelmente que a eleição não foi condicionada por nada que Deus tivesse previamente visto no homem. A razão da eleição está no próprio eterno, perfeito e imutável desígnio de Deus (Jo 5:21; Jo 15:16; Rm 8:28-29; Mc 3:13; Ef 1:11; Is 46:9-11). A razão está no amor incompreensível de Deus! 2.5. O propósito da eleição: a salvação. Eleição e salvação se relacionam como causa e efeito deste modo: são salvos os que foram eleitos (Ef 1:4). Destarte, os homens crêem por haverem sido eleitos (Jo 10:26; Tt 1:1; At 13:48), porquanto tão só os eleitos são salvadoramente restaurados (Mt 13:11; 11:25, 26; At 16:14). Vale repetir, nossa fé resulta de termos sido eleitos. Os eleitos que ainda não são salvos, o serão, verdade extremamente encorajadora à evangelização da igreja (At 18:10). 2.6. A eleição é imutável: os eleitos não podem perder-se (Jo 6:39; Rm 8:30). Em termos apocalípticos, os eleitos são vencedores (Mc 13:20; Ap 7:3; 17:14), enquanto que os não eleitos seguem a besta (Ap 13:8; 17:8). 2.7. O tempo da eleição: antes da fundação do mundo, o que resulta no fato de que a glória pela salvação dos perdidos é exclusivamente divina (Ef 1:4-5). Cristo se referiu aos eleitos como aqueles que lhe foram dados (Jo 6:39; 17:2, 9, 11, 24), uma clara alusão ao decreto eterno do Soberano que determinou a salvação do Seu povo. 2.8. Sua consequência natural: a predestinação. Deus, em Cristo, prefixou o destino daqueles a quem escolheu (Ef 1:4,5; Rm 8:29). 2.9. O fundamento: Cristo. O “Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo” (Ap. 13:8), mereceu para nós a bênção da eleição.

GRAÇA IRRESISTÍVEL. Para os arminianos, Deus quereria que todos os homens fossem salvos. E, assim como Cristo teria morrido por todos os homens (sem salvar efetiva e especificamente a ninguém), o Espírito Santo teria sido enviado para atrair todos os homens a Cristo, sem exceção. Ocorre, no entanto, que o homem não está realmente morto. Ele permanece um ser livre, capaz de aceitar a oferta da salvação. Também permanece livre para rejeitar a graça de Deus, e, desse modo, frustrar o intento divino de salvá-lo. Para os calvinistas, noutro giro, considerando que a eleição é incondicional (não baseada em fé ou obras previstas por Deus); considerando que o homem é totalmente depravado (portanto, incapaz de aceitar a oferta da graça); e considerando ainda que Cristo morreu para efetivamente salvar os eleitos (e os salvou/salvará de fato), segue-se que o Espírito Santo há de eficazmente aplicar a salvação de Cristo ao coração dos eleitos, o que os calvinistas chamam de “graça irresistível” ou “chamada eficaz” ou “interna”. “Graça irresistível” implica dizer que quando Deus se dispõe a salvar alguém (decisão já firmada na eternidade passada), Ele alcança Seu intento. Significa dizer que Seu plano salvador é infalível, que Seus meios para salvar cada um dos eleitos são eficazes (I Pe 1:15; 2:9; 5:10; Gl 1:15). Pensemos a respeito a partir das seguintes proposições: 4.1. A salvação é fruto da vontade onipotente de Deus (Dn 4:35; Ef 1:2). 4.2. A Bíblia menciona a existência de dois chamados: um externo, o chamado da igreja, e outro interno, eficaz, no interior de quem Deus há de salvar (Mt 22:14; Mt 11: 25-27). 4.3. O chamado interior é sempre eficaz (Rm 8:28-30; I Co 1:24, 26; Jo 6:37, 44-45; Dt 30:6; Ez 36:25-27; Jr 31:33-34; Jo 1:12-13) e realiza-se através da regeneração do pecador (Tt 3:5; I Jo 5:1).

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

TESTEMUNHO EX HOMOSSEXUAL PR PAULINHO DE JESUS

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Dave Hunt explica o porquê a Psicologia é anticristã.

Como ajudar efetivamente o CACP na sua Missão

Como pronunciar as vogais em inglês | Tecla SAP

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Igreja Evangélica Congregacional Pernambucana

Igreja Evangélica Congregacional Pernambucana

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Posso ter Certeza da Minha Salvação? - Clodoaldo Machado, Sillas Campos ...

Por Quem Cristo Morreu?

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Hernandes Dias Lopes - Uma igreja Relevante e a pregação expositiva

Hernandes Dias Lopes - Pregação Expositiva

Como preparar um Esboço de Pregação Evangelica


Queres sabedoria? Peça-a a Deus que a todos dá liberalmente (1 Tiago 1.5). Mas assim, dá? Sim, Ele dá. Mas dá como num estalar de dedos? Não! Ele lhe direcionará e providenciara todas as ferramentas externas e toda disposição interna para busca-la. A sabedoria está enterrada profundamente, debaixo de abundante terra, areia, argila, pedras e rochas. Deus lhe dá o mapa, lhe aponta a direção e lhe entrega a pá, a picareta e o vigor para cavar até acha-la e dela poder usufruir. Todos sabemos que não se dá valor ao que é dado de mão beijada. Não há gozo e humildade quando se adquiri algo sem esforço e muito suor. Deus não cria filhos mimados, preguiçosos e entregues a ociosidade. Ele quer ver calos nas mãos, bolhas nos pés, pele queimada, olheiras, cicatrizes e roupas sujas. Não te desanimes. Isso não é obra de um dia, de uma semana, de um mês ou de um ano. Não deves te abandonar ao sono e nem a ociosidade. Dedique parte da noite aos estudos. Não poupe forças. Não te entregues aos entretenimentos. Sucumba, mas continue mesmo com os olhos caídos e cansados pela vigília. Todos os sábios, quer cristãos, filósofos e filósofos-cristãos, todos eles, se pesquisares, descobrirás que tudo foi dado, mas mediante a um exaustivo esforço, muito tempo gasto e muita disciplina. Tire da cabeça a ideia de que Deus dá como se costuma pensar. Você pode orar a vida inteira com fé, pedindo e pedindo, mas não receberá nada se não for esclarecido como é processo da doação que Deus faz de sua própria sabedoria. É por este fato que a sabedoria é rara e poucos são as que a possuem. L. E. Struciati

Poder da Oração (Avivamento na Bíblia e na História) - Russell Shedd

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Na Mira da Verdade - Homossexualidade (parte2)

Na Mira da Verdade - Homossexualidade (parte1)

O que é ideologia de Gênero ? - Fernando Angelim

domingo, 2 de agosto de 2015

Da Verdade a Apostasia | Josemar Bessa

Amigo, isso não é culto | Josemar Bessa

Deus Sempre Tem Uma Resposta - Pastor Demétrio Pinheiro

ELES MORRERAM MAS NÃO NEGARAM A JESUS!

A Chegada Da #Bíblia ao povo da Indonésia - Papua - Korupun - Kimyal