Meu Twitter

terça-feira, 31 de maio de 2016

A Bíblia, luz para o nosso caminho

A Bíblia, Luz Para o Nosso Caminho

Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho... Folgo com a tua palavra, como aquele que acha um grande despojo

(Salmo 119:105, 162).

A BÍBLIA, LUZ PARA O NOSSO CAMINHO
Finalmente o remoto vilarejo no alto das montanhas foi conectado à rede elétrica. O trabalho está terminado e um inspetor visita os moradores de diferentes casas para garantir que tudo está em ordem. Uma moradora idosa responde sua pergunta sobre se ela está satisfeita: "Sim, claro! Agora eu posso ver melhor para acender a minha lâmpada de óleo".

Podemos sorrir disso, mas em relação a luz, há muita coisa que é notável. Quantos são os que andam tateando pela escuridão moral deste mundo! Eles possuem uma Bíblia, mas nunca a abrem. Eles podem ler um panfleto evangelístico de vez em quando ou uma página de um devocional cristão, mas isso não é suficiente. Isso é semelhante a preferir uma lâmpada de óleo que a muito mais brilhante luz elétrica.

Tem havido muitos e longos períodos no decorrer da história quando era proibido a posse de uma Bíblia. Quantas vezes os cristãos colocaram suas vidas em risco e viajaram muitos quilômetros para poder ler um dos poucos exemplares restantes! Para estes crentes a Palavra de Deus não era apenas a luz para o seu caminho, mas a fonte de onde tiraram conforto e alegria.

Não vamos deixar as nossas Bíblias na prateleira, como uma lâmpada que permanece apagada no escuro, mas deixemos que a Palavra de Deus ilumine nosso caminho como a luz, para a nossa salvação, a nossa preservação e nossa alegria.

As duas possibilidades

Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus

(Romanos 2:5).

É um estranho pensamento que, até onde diz respeito a Deus, o balanço da vida do homem tem entradas apenas no lado do débito. Que imensa dívida se amontoou no curso de nossa vida! Imagine recebermos um extrato da conta todas as noites!

Da mesma forma, o pensamento da responsabilidade que devemos a Deus não pode nos dar uma paz real. Todos nós temos uma consciência, a qual nenhum de nós pode silenciar completamente. Ela nos provoca inesperadamente, trazendo assuntos antigos para a luz novamente. Em momentos como estes, há apenas duas possibilidades: ou suprimir os pensamentos e continuar como antes, ou vir a Deus e colocar as coisas em ordem.

No Salmo 10, temos o caso de alguém que escolhe a primeira possibilidade. Ele tenta manter a calma ao exclamar: "Não há Deus"! ou pelo menos: "Ele não vai desenterrar o passado", ou ainda: "Deus esqueceu-se... nunca verá isto" (Salmo 10:11).

O Salmo 32, por outro lado, é a oração de quem colocou as coisas em ordem. "Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado" (v. 5). Isso o permitiu respirar com alívio.

Por que Deus pode cancelar nossa dívida quando confessamos nossos pecados? Porque outro pagou por ela: Jesus Cristo, o Seu próprio Filho. É por isso que Ele morreu na cruz e fez a expiação; Ele deu a Deus a plena satisfação para a culpa dos outros. Cristo suportou a ira de Deus sobre o pecado, de modo que o crente possa ser livre.

domingo, 29 de maio de 2016

Jesus Cristo nos 2 testamentos

Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam

(João 5:39).

Não é só o Novo Testamento que fala de Cristo. No Antigo Testamento encontramos muitos indícios que, vistos superficialmente, parecem não se relacionar com Ele; são tipos que apontam para Cristo. Há muitos detalhes na vida de pessoas significativas ou nos símbolos e tipos da ordem religiosa judaica que falam profeticamente dEle.

Se, por exemplo, observarmos a história de José no livro de Gênesis, vemos inequivocamente o Senhor Jesus nela. No livro de Êxodo O vemos como o Cordeiro pascal, cujo sangue afastava o juízo de Deus. Em Levítico, os vários sacrifícios apontam para Ele. Em Números, a serpente de bronze indica que devemos olhar para a cruz com fé para sermos salvos (João 3:14-15). Ele é o "Profeta" de Deuteronômio e o "Comandante do exército do Senhor", no livro de Josué. No livro de Rute, Ele é o único que tem o direito de resgatar.

Muitos salmos falam de Sua humilhação, Seus sofrimentos, Sua morte e Sua glória. O profeta Isaías mostra como Ele vai para a cruz em nosso lugar, enquanto Zacarias escreveu: "E olharão para mim, a quem traspassaram" (cap. 12:10).

No Novo Testamento, os evangelhos O descrevem em diferentes aspectos da Sua glória: Mateus, como o Rei de Israel; Marcos, como fiel servo de Deus; Lucas, como o Filho do Homem e João, como o Filho de Deus, a Palavra eterna. As epístolas expõem os resultados preciosos de Sua obra no Calvário. E, finalmente, o Apocalipse nos leva ao estado eterno, onde tudo será para a Sua glória.

Meditações sobre o livro 2 crônicas

Tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau

(Efésios 6:13).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 CRÔNICAS (Leia 2 Crônicas 14:1-15)
Asa, o rei fiel, filho e sucessor de Abias, livrou Judá da idolatria. Nosso livro enfatiza o descanso e a paz que o país desfrutou durante a primeira parte do reinado de Asa (vv. 1, 5-7). Ele utilizou esse tempo de paz para construir cidades muradas e fortalecer a defesa do território. O rei nos dá uma importante lição. Certos períodos em nossa vida são tempos de descanso: feriados, momentos livres para lazer e relaxamento. Usemos esses períodos para fortalecer nossa alma lendo a Bíblia e nos aprofundando na verdade. "Toda a armadura de Deus" tem de ser vestida "para que possais resistir no dia mau".

O dia mau veio quando Zerá atacou Asa, mas este estava preparado. Acima de tudo, ele tinha o "escudo da fé"; em outras palavras, a confiança total em Deus. Ela refulge na bela oração do rei no versículo 11. Tal fé era sua maior arma, mais poderosa que seus 580 mil soldados. Um milhão de inimigos estava diante de Asa. Em termos humanos, aquela era uma batalha injusta! No entanto, "quando sou fraco, então, é que sou forte" (2 Coríntios 12:10) continua sendo uma verdade. Deus corresponde à fé de Asa dando-lhe uma brilhante vitória, da qual obtiveram considerável despojo.

A loucura da pregação

Aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado... Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus

(1 Coríntios 1:21-24).

A LOUCURA DA PREGAÇÃO
O evangelista americano Torrey estava saindo da sala depois de pregar sobre a Bíblia, quando uma pessoa desconhecida se aproximou e disse: "Eu admiro a sua convicção e sua sinceridade, mas o que você disse é loucura, como todo o evangelho".

Torrey pegou a sua Bíblia e disse: "Você está certo. Isso é exatamente o que Deus diz em Sua Palavra". ? "Você está brincando. A Bíblia não pode dizer que o evangelho é loucura", respondeu o estranho. ? "Mas é verdade, mesmo assim", Torrey continuou. "Ouça! 'Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus' (1 Coríntios 1:18). Você pode ver que a Palavra de Deus é um teste, um marco em que os caminhos de dois tipos de pessoas se separam: aqueles que estão salvos e os que estão perdidos".

Torrey fechou a Bíblia e estava prestes a sair, mas o homem o deteve. Ele queria saber mais. A Palavra de Deus havia tocado numa ferida: ele reconheceu que era um dos que seriam perdidos. Logo em seguida se entregou a Jesus, o Senhor e Salvador, para receber a salvação. Então, ele pôde dizer: "Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção" (1 Coríntios 1:30).

sexta-feira, 27 de maio de 2016

A vontade do Senhor

Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu

(Mateus 6:10).

A oração mais conhecida na cristandade é a chamada "oração do Senhor", a qual o Senhor Jesus Cristo deu uma vez a Seus discípulos. Ela é proferida hoje com sinceridade e reverência por muitos cristãos. Mas qual é a situação com este pedido especial: "Seja feita a tua vontade"?

Um dia um amigo meu foi a um pregador lamentando que para ele tudo dava errado. Todos os seus desejos foram frustrados, suas esperanças malogradas, os seus planos arruinados.

"Meu caro amigo, é sua própria culpa", respondeu o pregador.

"Minha culpa? Como assim?"

"Sim, por que você ora todos os dias, 'Seja feita a tua vontade'? Você deve orar: 'Seja feita a minha vontade'. Caso contrário, você apenas tem que aceitar que Deus está respondendo sua oração".

Esta resposta astuta do pregador o acertou em cheio. É parte do conselho gracioso e da vontade de Deus que as pessoas sejam levadas à salvação (veja 1 Timóteo 2:4; João 6:40). Por isso, é a vontade de Deus, que deu o Seu Filho por nós e assim trouxe a salvação para todos os que nEle creem, que sejamos sinceramente agradecidos. Mas é isso tudo que abrange "a sua vontade"? Devemos aprender com o apóstolo Paulo, que, depois de sua conversão, perguntou: "Senhor, que farei?" (Atos 22:10). Sua pergunta mostra que ele havia entregue sua vida completamente a Cristo.

Os verdadeiros cristãos esperam pelo momento em que toda a criação irá reconhecer Jesus como Senhor e Sua vontade como sendo feita no céu e na terra. Ora, o Senhor ainda procura aqueles dispostos a reconhecer a Sua vontade e realizá-la com alegria.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

11 passos para estudar a Bíblia

11 Passos Para Estudar a Bíblia

Se você vir um livro chamado Estudo Bíblico Facilitado, não o compre! Não existe nenhuma maneira fácil de estudar a Palavra de Deus. São necessárias disciplina e perseverança. O estudo da Bíblia é sempre uma questão de motivação. Geralmente na vida encontramos tempo para fazer o que realmente desejamos fazer. Se virmos o valor da Palavra de Deus, sem dúvida iremos desejar estudá-la. Mas, para vermos seu valor, precisaremos olhar através dos olhos da fé. Caso contrário, um jogo de futebol ou um programa de televisão serão mais atraentes e animados. A fé nos capacita a ver o valor eterno das Escrituras em contraste com o valor transitório e olvidável do resultado de um jogo de futebol. Outra grande ajuda para a motivação é sermos responsáveis por um grupo de estudos bíblicos que se encontra regularmente, ou por uma classe de Escola Dominical. Isto exerce pressão sobre a pessoa, fazendo-a sossegar para estudar em preparação para sua aula. Não existe “o melhor método” para se estudar a Bíblia. O que é o melhor para um crente pode não ser para outro. O que posso fazer é sugerir um método. Ele consiste de passos que provaram ser úteis para mim. 1. Ore para que o Senhor faça de você uma pessoa ensinável por meio de seu Espírito Santo. Reconhecer nossa própria ignorância nos coloca no caminho da bênção. 2. Depois, em oração, selecione o livro da Bíblia a ser estudado. Provavelmente o Evangelho de João é o escolhido mais frequentemente. A carta de Paulo aos Romanos seria o segundo texto preferido. 3. Comece com uma porção pequena. Seu objetivo final será estudar a Bíblia inteira, e pensar em uma tarefa tão imensa poderá ser algo assustador. Mas, lembre-se que um grande trabalho é feito por muitos pequenos trabalhos. Você não consegue estudar a Bíblia inteira de uma vez, nem mesmo um livro inteiro, mas você pode estudar alguns versículos. É aí que se começa. F. B. Meyer escreve de maneira semelhante: É minha convicção crescente que, se os cristãos não tentassem ler tantos capítulos da Bíblia diariamente, mas estudassem cuidadosamente o que eles realmente lessem, observando as referências às margens, lendo o contexto, comparando a Escritura com a Escritura, esforçando-se para captar um ou mais pensamentos completos da mente de Deus, haveria maior riqueza na experiência deles; maiores novidades em seu interesse pelas Escrituras; mais independência dos homens e dos meios; e um aproveitamento maior da Palavra do Deus vivo. Sim, haveria uma percepção prática do que Jesus quis dizer com: “A água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo 4.14b). 4. Em um caderno escreva em forma de pergunta tudo sobre a passagem que não esteja claro. Quando as pessoas me perguntam como estudar a Bíblia, eu invariavelmente respondo: “Com um ponto de interrogação no cérebro”. Isso não significa que eu questiono a inspiração ou a infalibilidade da Palavra. Nem por um segundo! Mas eu encaro os problemas honestamente e pergunto: “O que isto significa?” Deixe-me dar-lhe uma ilustração. Em João 13.31-32, Jesus disse: “Agora, foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele; se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará nele mesmo; e glorificá-lo-á imediatamente”. Quando você lê esta passagem pela primeira vez, ela pode lhe parecer uma ordem ambígua de palavras santas. Se você passar por cima dela como sendo algo que está além de sua capacidade, você nunca vai entender seu significado. Mas, se você parar e encarar o problema, perguntar o que a passagem significa, e buscar respostas, você finalmente irá entendê-la. Jesus estava falando em antecipação ao que aconteceria no Calvário. Ele foi glorificado ali por ter completado Seu trabalho e Deus também foi grandemente honrado pelo que Jesus fez. O “se” usado na passagem é o “se” do argumento e significa “uma vez que”. Uma vez que Deus foi glorificado pelo trabalho sacrificial do Salvador, Deus glorificará o Senhor Jesus Cristo em Si mesmo, isto é, em Sua presença. E Ele o fará imediatamente. Ele fez isso ao levantar o Salvador de entre os mortos e O assentou à Sua direita nos céus. 5. Frequentemente releia a passagem, memorize-a se for possível, até que sua mente fique saturada das palavras da Escritura. Geralmente à medida que você medita sobre a passagem, a luz surgirá e você pensará em outros versículos que esclareçam ou suplementem aquela porção. 6. Faça a leitura em tantas traduções confiáveis da Bíblia quantas forem possíveis. Mesmo paráfrases podem ser úteis para esclarecer o significado de um versículo. Abaixo seguem alguns versículos da versão [Revista e Atualizada] comparada com a paráfrase de J. B. Phillips: Colossenses 1.28-29 (ARA): “O qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo; para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim”. Colossenses 1.28-29 (Phillips’s New Testament in Modern English): “Portanto, naturalmente, nós proclamamos a Cristo! Admoestamos a cada um que encontramos, e ensinamos cada um que podemos, sobre tudo o que sabemos a respeito d’Ele, para que possamos trazer todo homem à sua maturidade total em Cristo. É nisso que estou trabalhando e lutando, com toda a força que Deus coloca em mim”. - Colossenses 2.8 (ARA): “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo”. - Colossenses 2.8 (Phillips’s New Testament in Modern English). “Tomem cuidado para que nenhum homem estrague a fé de vocês por meio do intelectualismo ou de bobagens. Isso é, no máximo, baseado nas ideias de homens sobre a natureza do mundo, e desconsideram a Deus”. 7. Leia tantos bons comentários sobre a Bíblia quantos puder encontrar. Seja como o pescador que pesca com rede, buscando ajuda de onde puder encontrar. Contudo, você deve tomar cuidado para não permitir que os comentários tomem o lugar da Bíblia em si. E, logicamente, você deve ler com discernimento, testando todos os ensinamentos através da Bíblia e se firmando naqueles que forem bons. Como sempre se diz, coma a laranja e deixe as sementes, ou coma o frango e deixe os ossos. Eu sei que há alguns cristãos devotados que insistem em que devamos ler apenas a Palavra de Deus. Eles parecem se orgulhar de serem independentes de qualquer ajuda de fora, e isso aparentemente deve garantir a pureza de sua doutrina. Sempre fico preocupado com pessoas que têm essa atitude. Primeiramente, ela negligencia o fato de que Deus deu mestres à Igreja, e, como estes são dons que vêm de Deus, não deveriam ser desprezados. O ministério dos mestres pode ser oral ou escrito, mas os benefícios são os mesmos. Da mesma forma, há tremendo valor na comunhão com outros que estudam a Palavra e em comparar as interpretações. Isso ajuda a evitar que você veja apenas um lado, ou que tenha tendências para o extremo. Isso também impedirá que você avance em visões bizarras, se não heréticas. Jovens crentes deveriam buscar ter um mentor – uma pessoa que combine espiritualidade com o conhecimento das Escrituras. Trazer perguntas e problemas para uma pessoa como esta é uma grande ajuda no crescimento, na graça e no conhecimento. Tome notas de explicações, ilustrações e exposições que sejam úteis. Naquele momento você pode pensar que depois vai se lembrar delas, mas há muita probabilidade de não se lembrar. 8. Discuta as perguntas e questões com outros cristãos e tente obter respostas. É maravilhoso como o Senhor fornece respostas satisfatórias como resultado de estudo diligente durante anos. 9. Continue buscando até que você consiga dar uma explicação simples e concisa da passagem à outra pessoa. Você não conseguiu realmente dominar uma passagem até que possa explicá-la com simplicidade e clareza. Explicações muito profundas e rebuscadas geralmente escondem um real fracasso em entender o que a Bíblia está falando de verdade. 10. Passe a outros aquilo que você aprendeu. Isso o ajudará a fixar o conteúdo em sua mente e deve ajudá-lo a animar os que receberem sua explicação. 11. Estude com intenção de obedecer ao que está lendo. Não se esquive do pleno ensinamento da Palavra. Lembre-se que a obediência é o órgão do conhecimento espiritual. Nunca separe a doutrina do dever. A Bíblia não é um livro de teologia sistemática no qual as doutrinas são dadas isoladamente. Filipenses 2.6-8 é uma das grandiosas passagens sobre a Pessoa de Cristo, mas é apresentada juntamente com um pedido para que os cristãos pensem sobre os outros e não em si mesmos. É por isso que alguém disse que todo verbo na forma indicativa tem um imperativo, isto é, toda afirmação de fato está ligada a algo que devemos fazer. A doutrina sozinha pode ser fria e sem vida. Deixe para os outros a discussão sobre “quantos anjos cabem na cabeça de um alfinete”; tais especulações nunca levarão à vida de piedade. Extraído de Aproveite Sua Bíblia Várias sugestões e orientação para o estudo e compreensão e, principalmente, melhor aproveitamento dos ensinamentos da Bíblia para nossa jornada. Compre aqui » William MacDonald (7/1/1917 – 25/12/2007) viveu na California–EUA, onde desenvolveu seu ministério. Sua ênfase era de ressaltar com clareza e objetividade os ensinamentos bíblicos para a vida cristã, tanto nas suas pregações como através de mais de oitenta livros que escreveu. 

quarta-feira, 18 de maio de 2016

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 26 - Pr Antonio Carlos Costa

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 25 - Pr Antonio Carlos Costa

18 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #139

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 24 - Pr Antonio Carlos Costa

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 23 - Pr Antonio Carlos Costa

terça-feira, 17 de maio de 2016

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 22 - Pr. Antonio Carlos Costa

EXPOSIÇÃO DA CARTA AOS EFÉSIOS - Aula 21 - Pr. Antonio Carlos Costa

Você sabe quais as funções da Vitamina A?


Você sabe quais as funções da Vitamina A?

Você sabe quais as funções da Vitamina A?

A vitamina A é um micronutriente com função antioxidante. Ela fixa-se aos radicais livres que se originam da oxidação de diversos elementos. Esses radicais livres teriam um efeito nocivo para as células e são tidos como causadores de catarata, tumores, doenças da pele e doenças reumáticas. Ainda tem importância na formação dos ossos, da pele, cabelos e unhas.

A vitamina A desempenha papel essencial na visão, crescimento, desenvolvimento do osso, desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial, processo imunológico e reprodução. Aproximadamente 90% da vitamina A do organismo é armazenada no fígado; o remanescente é armazenado nos depósitos de gordura, pulmões e rins.

Benefícios da Vitamina A

A vitamina A melhora a visão porque protege a córnea, parte do olho que transmite e concentra a luz que entra no olho. A baixa ingestão deste nutriente pode fazer com que a pessoa tenha dificuldade em enxergar em locais com a luz fraca e causar alterações oculares. Em casos extremos, pode levar à cegueira total.
Ajuda na saúde da pele pois age na reparação do epitélio da pele. Alguns estudos tentaram comprovar se a vitamina A ajuda a prevenir ou tratar o câncer de pele, porém nada ainda foi comprovado.
A vitamina A contribui para o crescimento de diferentes maneiras. Ela é essencial para a proliferação e divisão celular e também regula a expressão do gene para a formação do hormônio de crescimento, o GH.
Evita infecções e melhora a imunidade. É importante destacar que as células da pele e das mucosas, que revestem as vias respiratórias, do aparelho digestivo e do trato urinário, atuam como uma barreira e são a primeira linha de defesa do corpo contra infecções. Desta forma, a vitamina A é importante porque mantém as funções e a integridade dessas células.
A vitamina A tem um efeito antioxidante. Assim ela evita a ação dos radicais livres que teriam efeito nocivo para as células e são tidos como causadores de arteriosclerose, catarata, tumores, doenças de pele, entre outros.
Você sabe quais as funções da Vitamina A?
Deficiência de vitamina A

A deficiência de vitamina A é identificada por meio de um exame de dosagem de retinol sérico. A deficiência do nutriente pode causar uma série de problemas de saúde

Cegueira noturna
Ressecamento da esclera (parte branca) e córnea dos olhos, podendo levar à cegueira
Inflamação da pele (dermatite)
Endurecimento das membranas mucosas do trato respiratório, gastrointestinal e geniturinário
Risco de infecções e morte
Combinações da vitamina A

Vitamina A + gorduras e proteínas: Ao consumir alimentos de origem vegetal ricos em betacaroteno, a conversão dele em vitamina A ocorre na parede do intestino delgado sendo influenciada pela ingestão de gorduras e proteínas da dieta.

Vitamina A + zinco: A vitamina A que é absorvida no intestino será estocada no fígado, mas para que possa ser transportada nos vasos sanguíneos o zinco é necessário.

Fonte de vitamina A

Você sabe quais as funções da Vitamina A?
A vitamina A é encontrada em alimentos de origem animal (leite, ovos, fígado). As folhas verdes, vegetais e frutas amarelo-alaranjados possuem carotenoides que são convertidos em vitamina A pelo organismo.

Dose diária recomendada: 2 mg ou 10.000 UI

Muitos especialistas recomendam o uso combinado de vitamina A e betacaroteno para manter ótimos níveis de vitamina A e evitar intoxicação. O betacaroteno é o precursor da vitamina A – ele é convertido em vitamina A pelo corpo, porém sem o risco de intoxicação.

Cuidado com o excesso de vitamina A

O excesso de vitamina A, uma situação frequente em pessoas que ingerem vitaminas deliberadamente, pode causar manifestações clinicas desagradáveis e até perigosas.

A intoxicação por vitamina A poder ser aguda ou crônica. A ingestão prolongada de 30 mg/dia de retinol, durante 6 meses ou mais, provoca intoxicações.

Sintomas do Excesso de vitamina A

Dor de cabeça
Ressecamento da pele com fissuras
Perda de cabelos
Aumento do baço e fígado
Aumento dos ossos e dor nas juntas.
É preciso suplementar a vitamina A?

A melhor maneira de incluir a vitamina A no nosso dia a dia, é ingerir boas doses de óleo de fígado de bacalhau, porém, para muitos é difícil. Nos alimentos comuns do dia a dia dificilmente conseguimos boas doses de vitamina A, justamente a conversão do betacaroteno em vitamina A nem sempre acontece de forma eficiente. Então, existe a possibilidade de suplementação. Nesse caso, 10.000UI por dia é razoável, e pode ser feito em farmácia de manipulação. É sempre importante entender bem suas necessidades, pois como vimos antes, há possibilidade de intoxicação por excesso dessa vitamina.

Vitamina A (Retinol) para Pele e Cabelos

Você sabe quais as funções da Vitamina A?
A forma pura da vitamina A é o retinol, pertencente à classe dos retinoides, que são compostos usados em cosmetologia principalmente porque possuem um poder antioxidante. São incorporados principalmente a cremes e a óleos corporais.

Pesquisas indicam que a vitamina A ajuda na regeneração da pele, combatendo os sinais comuns do envelhecimento da pele. Com o tempo, a pele vai perdendo colágeno e a sua capacidade de manter a flexibilidade, elasticidade e firmeza naturais. Mas o retinol ajuda a pele a reter água e a se recuperar, ficando com uma aparência melhor. Além disso, o fato de favorecer a regeneração celular cutânea é bom porque torna a pele sensível de pessoas mais velhas menos suscetível a lesões.

A vitamina A também penetra na pele e normaliza o processo de queratinização, deixando a pele lisa e macia, reduz o espessamento da epiderme, normaliza a pele ressecada e reduz a escamação do couro cabeludo.

A vitamina A ajuda no tratamento da acne e a remover as manchas da velhice. A falta da vitamina a deixa os cabelos ressecados e opacos, piora os problemas de caspa e prejudica o crescimento dos fios.

E você? Se preocupa com a ingestão de vitamina A?

17 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #138

domingo, 15 de maio de 2016

CLÁUDIO CLARO - CRISTO JESUS O CRISTO (TABERNÁCULO DE DAVI)

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Casa de paixão

Cláudio Claro 1992 Tabernáculo de Davi Jesus o Pão da Vida Cânti...

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Ao Deus triúno (Doxologia)

"Louvor de Todos Nós - vol.2" Maravilhoso - Proj.Vida Nova de Irajá

Cláudio Claro 1992 Tabernáculo de Davi Jesus o Pão da Vida Adoro...

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Regozijai vos

À Tua Imagem - Cláudio Claro

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - A imagem do meu Deus

Tabernáculo de Davi - Claudio Claro - Pão da vida

Tabernáculo de Davi - Glorioso nome

Cláudio Claro 1997 Tabernáculo de Davi Libertador O Mistério C...

Tua Palavra É Jesus -Cláudio Claro

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Rei eterno

Cláudio Claro 1992 Tabernáculo de Davi Jesus o Pão da Vida Chegu...

CLÁUDIO CLARO - A PEDRA ESPIRITUAL (TABERNÁCULO DE DAVI)

Ele tem feito Maravilhas - Cláudio Claro

CLÁUDIO CLARO - A PEDRA ESPIRITUAL (TABERNÁCULO DE DAVI)

CLÁUDIO CLARO - FELIZ (TABERNÁCULO DE DAVI)

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Não há outro igual

Claudio Claro Tabernáculo de Davi - Graça de Deus

Pão da Vida - CLÁUDIO CLARO (tabernáculos de Davi)

15 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #136

sábado, 14 de maio de 2016

Não Entristeça o Espírito - Sillas Campos

Transmissões ao vivo | Ministério Fiel

14 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #135

Não se queixar. Suportai-vos uns aos outros - #tamojunto

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Louvor III e IV -Vencedores Por Cristo- CD Completo

13 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #134

Vencedores Por Cristo - Buscai Primeiro (1975)

Seja a paz - Vencedores por Cristo

Fatos, não teoria

Uma coisa sei, e é que, havendo eu sido cego, agora vejo

(João 9:25).

FATOS, NÃO TEORIA
Este capítulo do Evangelho de João realmente vale a pena ser lido! Você deve lê-lo. O homem que nasceu cego e a quem o Senhor Jesus Cristo curou não tentou explicar o seu caso. Ele não estava em posição de analisar o milagre, nem isso lhe interessava. Havia apenas um fato, e isso lhe bastava: "Uma coisa eu sei", disse ele, "é que, havendo eu sido cego, agora vejo". Isso não foi um processo de aprendizagem; era óbvio.

Quando ele foi chamado para prestar contas aos líderes do povo, permaneceu perfeitamente calmo e firme. Eles podiam dizer o que quisessem; o mundo inteiro poderia tentar convencê-lo de que tal cura era impossível. Ele simplesmente respondia: "Havendo eu sido cego, agora vejo".

O homem havia vivido muitos anos antes de ser curado. Ele sabia o que era a cegueira. Até aquele momento não tinha visto nem o mundo à sua volta, nem Deus na Pessoa de Jesus Cristo. Mas um dia, seus olhos se abriram. Ele viu o sol brilhar e as pessoas andando ao redor dele. Ele até mesmo viu a Jesus, o Filho de Deus, diante dele. Algo tremendo havia acontecido em sua vida que não podia ser negado. E nisto temos uma ilustração da mudança que a verdade de Deus pode fazer na alma humana.

A fé cristã não deve ser fundamentalmente entendida; ela deve sim ser experimentada. Não é a conclusão tirada a partir de argumento lógico que só os inteligentes entre nós poderiam compreender. Ela deve ser aceita com toda a humildade.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

12 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #133

O sacrifício de Cristo: Base do nosso Perdão

O Sangue de Cristo: Base do Nosso Perdão

Uma das inúmeras bênçãos concedidas aos crentes através da obra do Senhor Jesus é o perdão de todos os seus pecados. Após a conversão, cada redimido tem o privilégio de experimentar alívio, pois Deus remove todo o peso de sua grande culpa, dos inúmeros pecados que esmagavam sua consciência e oprimiam sua alma. Que liberdade! Como seu coração pode se alegrar, sabendo que por mais terrível que tenha sido sua culpa, o próprio Deus concedeu alívio completo à sua alma. Ele nunca mais vai trazer o assunto da culpa à baila! 

Essa bênção se torna ainda mais preciosa quando percebemos o preço que foi pago para que Deus seja capaz de perdoar nossos pecados. Isso tinha que acontecer sobre um fundamento justo, pois Deus, que é santo, não pode simplesmente ignorar o pecado, Ele tem de agir de acordo com Sua natureza.

A base é o sangue do Senhor Jesus. Seu sangue derramado no Calvário, Sua morte sob o julgamento de Deus sobre todos os nossos pecados é a única base, a qual é uma fundação eternamente segura.

Nossos corações são afetados quando lemos as palavras que o próprio Senhor falou aos Seus discípulos na noite em que foi traído? "Porque isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados" (Mateus 26:28). Seu sangue, "o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado" (1 Pedro 1:19) foi derramado para cumprir todos os tipos da antiga aliança. Somente Seu sangue pode expiar o pecado; sangue que é a base de todas as bênçãos que possuímos. É por isso que o cálice bebido na mesa do Senhor é chamado de "o cálice da bênção".

quarta-feira, 11 de maio de 2016

11 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #132

Heloisa Rosa - Reina

Salvos por meio da Fé

Salvos Por Meio da Fé

Olhai para mim e sereis salvos.

Aquele que crê no Filho tem a vida eterna

(Isaías 45:22; João 3:36).

SALVOS POR MEIO DA FÉ
"Ouvindo você, parece realmente simples de se obter a salvação da alma!" foi dito ao evangelista depois de ele ter pregado o evangelho. "Você disse que nós podemos ser salvos numa fração de tempo. Mas isso demorou 13 anos para mim, e me pergunto por que Deus me fez esperar tanto tempo para aquilo que Ele poderia ter me dado imediatamente".

O homem disse ao pregador que ele tinha estado orando e indo para a confissão desde que tinha 16 anos de idade, e que levou muito a sério sua fé e tinha feito muitas obras de caridade para obter o favor de Deus.

Ele continuou: "Nada foi mais inútil. Isso não me trouxe paz interior. Finalmente, uma noite, em vez das habituais orações, eu disse: 'Senhor, eu não sei o que fazer. Salve-me esta noite, caso contrário, estou perdido!' Essa experiência me deu a certeza de que Jesus era o meu Salvador. Isto foi o cumprimento do que eu havia desejado por treze anos!"

"Sim", confirmou o pregador, "Você foi salvo quando, desesperado, se refugiou em Cristo. Os 13 anos foram inúteis para isso. Cristo é o único caminho para Deus; boas obras vem mais tarde, a partir da força que vem dEle".

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas" (Efésios 2:8-10).

terça-feira, 10 de maio de 2016

A Bíblia x o Whatsapp

segunda-feira, 9 de maio de 2016

5. Paixão do mundo - Comunidade de Nilópolis

5. Paixão do mundo - Comunidade de Nilópolis

Com Eva de Nilópolis 1998 Eu Quero é Deus Jesus Teu Nome

Na casa de meu Pai - Comunidade de Nilópolis

Comunidade de Nilópolis Ao Vivo Me Falaram

O Verbo se fez carne


Jesus era o Verbo que se fez carne humana

pout pourri de corinhos antigos- ICESO

MAIOR QUE TUDO

Brilhar Por Ti - Ministério Jovem

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita


Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita

Intestino: nosso “Segundo Cérebro”

Você pode achar esquisito, mas o intestino é hoje reconhecido como um órgão praticamente inteligente, um “segundo cérebro”. Isso se deve ao fato de ele ser o único órgão do corpo humano capaz de executar funções independentemente do sistema nervoso central (SNC). Em outras palavras, os intestinos também “pensam”, decidem e executam tarefas como um cérebro.

Pra você ter uma ideia, cerca de 90% da serotonina (que é o neurotransmissor do bom humor) é produzido no intestino, e não no cérebro. Isso significa que para pessoas com depressão, muitas vezes a solução está simplesmente em melhorar a saúde do intestino. E quando você fica nervoso ou apreensivo, não é o intestino que você sente (o “frio na barriga”)? Isso tudo diz muito sobre o intestino e esse papel de “segundo cérebro”.

Flora Intestinal

Hoje o intestino e a flora intestinal é objeto de muitos estudos científicos. Nos últimos anos, está acontecendo uma verdadeira revolução científica com as descobertas das funções da flora intestinal. Aquela ideia que a flora intestinal serve simplesmente para facilitar o trânsito das fezes já é bastante ultrapassada.

Hoje sabemos que é fundamental mantermos nossa colônia de bactérias (flora) bastante saudável e rica: isso melhora não só o humor, mas a imunidade do corpo como um todo, sendo essencial para prevenção de inúmeras doenças e condições.

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita

Por isso tudo, é tão importante fornecer probióticos e prebióticos para os intestinos: esses cuidados são essenciais inclusive para prevenção e reversão dos quadros de distúrbios emocionais e problemas mentais. A alimentação moderna, com tanto refinados, aditivados e agrotóxicos, pode estar fazendo com que os intestinos padeçam, dificultando até nossa inteligência.

O que são probióticos?

São micro-organismos vivos (bactérias boas), como os lactobacilos e as bifidobactérias. Depois de consumidos, esses “bichinhos” se dirigem principalmente para o trato gastrointestinal e urogenital, estimulando o funcionamento saudável dessas áreas.

A função dos probióticos é colonizar e proteger a parede intestinal, evitando, assim, que moléculas alergênicas e micro-organismos patogênicos façam mal à saúde. Entre outras benefícios comprovados, acredita-se que a presença desse exército pode evitar a formação de células responsáveis pelo desenvolvimento do câncer de cólon.

Ao se integrarem à flora do intestino, deixando-a equilibrada, esses “micro-organismos do bem”, auxiliam no trabalho de absorção dos nutrientes, tais como ferro, cálcio e vitaminas do complexo B, entre outros. Dessa forma, o valor nutritivo e terapêutico dos alimentos aumenta de forma significativa.

Melhorando a saúde com probióticos

Você não precisa estar com diarreia, ter gases ou intestino preso para se beneficiar do uso de probióticos. O benefício está muito além do ambiente intestinal. O corpo humano é um sistema complexo totalmente interligado e conectado, isso já é suficiente para entender que probióticos farão bem para qualquer tipo de doença ou prevenção. Uma pessoa que está tendo infecções com frequência, com intolerância a lactose ou glúten, Alzheimer, diabetes, câncer, qualquer indivíduo se beneficiará da manutenção da integridade do ambiente intestinal. O intestino é a porta de entrada do corpo, é onde são processados todos os alimentos, onde ocorre a absorção e onde pode estar ocorrendo uma guerra, responsável por inflamar todo o seu sistema.

Como consumir probióticos?

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita
Os probióticos podem ser encontrados naturalmente em alimentos fermentados, ou na forma de pó ou cápsulas. A encapsulação dos probióticos é um processo destinado a concentrar e proteger os probióticos, e que oferece um proteção dos mesmos, colaborando, para que as células cheguem vivas e em altas concentrações no intestino humano. A forma mais eficiente e concentrada é a suplementação de cápsulas de probióticos, cuja concentração é de 100 a 1000 vezes maior que a contida num alimento fermentado ou iogurte.

Alimentos fermentados comuns são o chucrute, missô, molho shoyu, queijos, vinagre de maçã orgânico e kefir. Essas bebidas são fermentadas naturalmente, e são as melhores fontes naturais de probióticos. Estes produtos devem ser artesanais, vendidos em casas de produtos naturais, mas também é possível prepará-los em casa.

Em alimentos industrializados presentes no mercado, como leites fermentados e iogurtes. Os iogurtes industrializados tem excesso de açúcar, conservantes e aromatizantes artificias. Além disso eles possuem menos probióticos que os iogurtes caseiros e alguns deles por incrível que pareça são pasteurizados antes da comercialização matando a maioria ou todos os probióticos. Portanto ao comprar produtos industrializados observe se consta a observação de que há probióticos vivos em quantidade suficiente para fazer efeito. Um bom exemplo é o Yakult 40.

E os prebióticos? O que são?

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita
Se os probióticos são as bactérias boas, os prebióticos são o alimento para essas bactérias boas. Os compostos prebióticos são fibras não-digeríveis que funcionam como alimento para as bactérias intestinais benéficas, isto é, os probióticos – daí a importância de apostar na dupla para reorganizar a flora intestinal.

Além de ajudar no sistema imune, atuando com os probióticos, o prebiótico auxilia nas funções intestinais, evitando a constipação, e reduzem a absorção de gorduras e açúcares.

Como consumir prebióticos

Exemplos de prebióticos são: os frutoologosacarídeos (FOS), a pectina, as ligninas e a inulina.

Frutooligosacarídeos estão presentes em alimentos como a cebola, alho, tomate, banana, mel e cereais integrais como a cevada, aveia e trigo. A pectina está presente na entrecasca dos cítricos, do maracujá e na maçã. As ligninas nas cascas de frutas oleaginosas (linhaça, gergelim, amêndoas…) e leguminosas como o feijão azuki. A inulina é encontrada principalmente na raiz da chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.

A biomassa de banana verde é considerada um prebiótico bastante poderoso, pois não é digerida no estômago, e chega intacta ao intestino onde servirá de alimento para a flora intestinal.

Probióticos e Prebióticos: Indispensáveis para uma Saúde Perfeita
Benefícios dos Probióticos e Prebióticos

Para finalizar, segue um resuminho de alguns dos tantos benefícios já descobertos ao consumir probióticos e prebióticos:

Aumentam de maneira significativa o valor nutritivo e terapêutico dos alimentos, pois ocorre maior produção e absorção de vitaminas do complexo B e aminoácidos fundamentais ao sistemas imune e neurotransmissor.
Melhoram a absorção e fixação de cálcio e ferro, além de outros minerais.
Fortalecem o sistema imunológico através de maior produção de células protetoras; portanto na redução do risco de câncer e doenças infecciosas de repetição.
Possuem efeito funcional benéfico no organismo, equilibrando a flora intestinal, atuando na capacidade do organismo se desintoxicar de excessos.
Contribuem com a consistência normal das fezes, prevenindo assim a diarreia e a constipação intestinal por alterarem a microflora colônica propiciando uma microflora saudável.
Melhora os problemas com gases intestinais pois fazem o equilíbrio da flora intestinal.
Reduzem a inflamação crônica, protegendo contra doenças.
Melhora a depressão: o tratamento da inflamação gastrointestinal com probióticos, juntamente com as vitaminas B e D e ômega-3 pode ajudar a reduzir os sintomas depressivos.
Inibem o crescimento de outros micro-organismos maléficos e assim permitem que o intestino execute as suas funções.
Você tem costume de ingerir probióticos e prebióticos? Você costuma dar a importância que seu intestino merece?

9 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #130

domingo, 8 de maio de 2016

8 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #129

Amargura e Alegria

Irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado, o qual também recebestes... que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.

Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro

(1 CorÍntios 15:1-4; 1 Pedro 2:24).

O cordeiro pascal tinha de ser comido assado no fogo e com ervas amargas (Êxodo 12:8). Este ato solene é uma figura dos sofrimentos expiatórios de Cristo, que viria a se tornar o verdadeiro Cordeiro de Deus (João 1:36; 1 Pedro 1:19).

O Senhor Jesus teve de sofrer a ira de Deus contra o pecado, e os crentes dolorosamente sentem a sua responsabilidade por tudo o que o Senhor teve de suportar. Eles são humilhados pelo pensamento de que seus próprios pecados e seu estado perdido foram a causa da morte do Senhor na cruz por eles. Dessa forma, eles comem as ervas amargas.

Talvez alguém diga: "Mas profunda alegria enche os nossos corações porque nós fomos salvos pela obra de Cristo na cruz. Os nossos pecados foram perdoados; então nada além de louvor e ação de graças vêm de nossos lábios". Sem dúvida, isso nos dá motivos de alegria e de ação de graças inesgotáveis.

Mas como podemos esquecer que Cristo teve que sofrer tanto por nossos pecados e abaixar a cabeça sob a carga das nossas transgressões? A reverência que sentimos observando os sofrimentos a que Cristo Se submeteu por nós e a alegria da salvação não se anulam; ao contrário, se complementam. Os dois aspectos nos permitem compreender o significado da cruz de forma muito mais profunda.

sábado, 7 de maio de 2016

Bajulador



Leitura Bíblica: Provérbios 26.22-28

Livra-me e salva-me do poder de estranhos, cuja boca profere mentiras, e cuja direita é direita de falsidade (Sl 144.11, ARA).

Um corvo empoleirado sobre uma árvore segurava em seu bico um queijo. Uma raposa, atraída pelo cheiro, veio dizer-lhe o seguinte: “Olá, doutor corvo! Como o senhor é lindo, como me parece belo! Se sua voz se assemelhar à sua plumagem, o senhor é a fênix dos habitantes destes bosques!” O corvo, lisonjeado com o que ouviu, abriu o bico para mostrar sua bela voz e deixou cair o queijo. A raposa apoderou-se dele e disse: “Meu caro, aprenda que todo bajulador vive às custas de quem lhe dá ouvidos. Esta lição sem dúvida vale um queijo.” O corvo, envergonhado e confuso, jurou – um pouco tarde, é verdade – que não cairia mais nessa.

Todo bajulador vive às custas de quem lhe dá ouvidos. Este é um alerta para os que tanto se preocupam em obter reconhecimento e vivem esperando elogios e aprovação – pessoas que não toleram críticas e sempre respondem com mau humor a quem discorda delas. Muitas vezes os elogios não passam de bajulação de gente que só quer tirar proveito dos relacionamentos. Falam bem dos outros para também serem bem recebidas. Deveríamos dar mais valor a quem nos repreende e corrige do que aos que só nos elogiam. A correção é uma prova de amor. O próprio Deus corrige a quem ama.

Portanto, é preciso de muito discernimento para interpretar corretamente a diferença entre um elogio genuíno e uma bajulação, entre uma correção de amor e uma crítica destrutiva.

Em geral basta identificar quem está elogiando ou criticando. Se for uma pessoa de caráter duvidoso, conhecida por mentir e agir com falsidade, certamente não devemos confiar em suas palavras. Se for alguém conhecido por sua piedade, convém ouvir com mais atenção seu elogio ou sua correção.

Acima de tudo, porém, sempre precisamos conferir se o que as pessoas dizem está de acordo com o que a Bíblia ensina. – HSG

A felicidade vem da honestidade, e não de elogios

Mais Que Maravilhoso ( Jesus Nos Prometeu ) Icm -Maanaim

7 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #128

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Graça Irresistível: Seis Argumentos - John Piper

Jesus Te Entronizamos

Falar com Deus - Novo Tom

O MELHOR LUGAR DO MUNDO

FLAVIO E KLEBIA - FOI NA CRUZ

O Corajoso O Início Da Vida De Josh Mcdowell - Filmes Completos Dublados...

6 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #127

Reconciliação com Deus, ou a inimizade?

Inimizade Com Deus, ou a Reconciliação?

A vós também, que noutro tempo éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo, vos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte

(Colossenses 1:21-22).

INIMIZADE COM DEUS, OU A RECONCILIAÇÃO?
Nos anos 361 ? 363 dC, o imperador Juliano, comumente chamado o Apóstata, governou o Império Romano. Foi-lhe dado o apelido porque ele saiu do cristianismo de volta para o paganismo. Ele jogou a formação cristã ao mar e tentou re-introduzir a idolatria pagã. Ao fazer isso, ele publicamente declarou guerra à Deus. No ano de 363 ele foi fatalmente ferido em uma campanha. Ao morrer, ele cerrou o punho, ergueu-o ao céu e exclamou: "Você Nazareno! A vitória é sua, afinal!" Ele se rendeu na morte, apenas para levar o seu castigo por toda a eternidade.

Quantas pessoas hoje estão igualmente em guerra com Deus! Eles conhecem Seu princípio, que todos são pecadores perdidos diante dEle. Mas não se dobrarão diante dEle, nem se arrependerão e nem aceitarão o Salvador. Todos os que não desistirem de sua hostilidade para com Deus nesta vida, um dia se curvarão diante de Jesus Cristo e O reconhecerão como Senhor. Mas eles estarão eternamente perdidos.

Felizmente, Deus não só tem falado do estado de perdição do homem. Ele faz uma oferta da Sua graça para cada um de nós. Ele não quer que morramos irreconciliados com Ele, mas que nos convertamos e vivamos. Todo aquele que é convertido concorda com Deus. Deixa de lutar contra Ele e se entrega a Ele, sabendo que merecia julgamento. Para o tal, há o perdão da culpa, livramento da punição e paz com Deus.

A última mensagem de Billy Graham


quinta-feira, 5 de maio de 2016

Ascensão de Cristo



Leitura Bíblica: Lucas 24.40-53

...por que vocês estão olhando para o céu? (At 1.11a)

Feriado em muitos países, quarenta dias após a Páscoa, o dia de hoje comemora a subida de Cristo aos céus. Após ressuscitar, Jesus apareceu várias vezes aos seus discípulos: conversou e comeu com eles, dirimiu dúvidas, restaurou-lhes a fé, encheu-lhes o coração de alegria e esperança. Daí, partiu, mas prometeu que o Espírito Santo os guiaria, como ele mesmo os guiara e ensinara enquanto viveu na terra. Assim, abençoou-os e ordenou que vivessem da mesma forma como ele (Jesus) viveu, pregando a boa notícia do amor de Deus por todo ser humano.

A partida de um líder e amigo amado pode ser muito triste. Mas Lucas diz que os discípulos voltaram para Jerusalém com grande alegria após estarem com Jesus. Dez dias depois, o livro dos Atos dos Apóstolos conta que os discípulos estavam reunidos quando o Espírito Santo veio sobre eles e os encheu de poder, coragem e autoridade espiritual. Já não estavam mais dominados pelo medo, timidez ou pelas preocupações políticas relativas a Israel. Agora eles sentiam a presença viva de Cristo com eles, impulsionando-os a viver e demonstrar o amor de Deus pelas pessoas, tal como Jesus fizera, rompendo toda sorte de preconceitos sociais, raciais, políticos ou religiosos e levando ao mundo a mensagem de Deus.

Os discípulos não ficaram olhando pra cima, para onde Jesus se foi. Não se alienaram focando no céu, mas se concentraram na missão que tinham na terra – a mesma de Cristo. Esse dia da Ascensão nos convida a refletir nisso: onde está o nosso foco? Qual o propósito da nossa vida? Apenas em suprir o que nosso coração anseia, ou queremos que o Espírito Santo de Deus nos impulsione a algo maior pelo bem da humanidade? Hoje é um dia em que podemos abençoar a vida de alguém seguindo o exemplo de Cristo, que deixou seu Espírito para nos ensinar a viver com as mesmas ênfases com as quais ele viveu e a ver as pessoas como ele as via: com amor! – WMJ

As pessoas à sua volta enxergam você como um legítimo representante de Jesus, cheio de seu Espírito?

5 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #126

quarta-feira, 4 de maio de 2016

terça-feira, 3 de maio de 2016

Benvindo a familia

Não poderia viver sem ti - Eduardo e Silvana (CD Tempo)

eduardo e silvana - mais que maravilhoso

Aba Pai - Eduardo e Silvana (Lançamento 2010)

Eu Só Quero Estar Onde Estás - Eduardo e Silvana

3 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #124

segunda-feira, 2 de maio de 2016

2 de maio - Devocional Diário CHARLES SPURGEON #123

A história contada por Ludwig Richter

A História Contada Por Ludwig Richter

Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho

(Salmo 119:105).

A HISTÓRIA CONTADA POR LUDWIG RICHTER
O pintor alemão, Ludwig Richter (1803 - 1884) conta a história deste incidente em sua vida:

Houve uma batida na porta. Quando eu chamei, "Entre!" um homem entrou, cuja expressão facial sugeria diligência e honestidade. Ele me disse que era um marinheiro, o timoneiro de um navio holandês que tinha naufragado. Havia algo de atraente na maneira firme, contudo calma e modesta do homem; então eu dei-lhe algum dinheiro.

Ele agradeceu-me, olhando-me com um olhar agradecido, como se quisesse me demostrar alguma bondade, e disse: "Eu tenho uma longa jornada pela frente, mas eu tenho um bom companheiro!" ? "Ah, isso é uma sorte", eu respondi comovido, uma vez que eu não tinha ninguém. "Quem é?" ? "Ele não é outro senão o meu Deus fiel. E aqui", disse ele, puxando um pequeno livro de bolso, "eu tenho a Sua Palavra. Quando falo com Ele, Ele me responde nela. Então eu posso seguramente continuar, jovem senhor!"

Ele me agradeceu novamente e saiu. O que ele disse, no entanto, havia me atingido como uma flecha, e a ferida ficou no meu coração por um longo tempo. Eu não tinha pensado em Deus; para mim Ele era um poder distante e vago. E aquele pobre homem falou e olhou como se O conhecesse bem e tinha muito contato com Ele, o qual lhe dava coragem e confiança.

Seu minúsculo tesouro, o pequeno livro era desconhecido para mim. Eu nunca tinha lido a Bíblia. Este incidente breve, logo foi esquecido devido a novas impressões, embora não tenha sido sufocado completamente. Mais tarde a lembrança disso ressurgiu, e então eu reconheci o início de uma série de experiências em minha vida que tiveram um efeito significativo sobre o desenvolvimento da minha vida espiritual.

domingo, 1 de maio de 2016

Quem é Este?

"quem É Este"?

Quem é este, que até perdoa pecados?

(Lucas 7:49).

Esta pessoa é Jesus Cristo, o Filho de Deus! O profeta João o Batista testemunhou a respeito dEle: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" (João 1:29). Vindo como Homem à este mundo, Jesus Cristo trouxe a "redenção eterna" (Hebreus 9:12).

O problema do pecado só podia ser resolvido através da Sua morte expiatória. Ele mesmo sofreu como um sacrifício na cruz pelos pecados dos perdidos, para que pudéssemos ser salvos. "Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados" (Isaías 53:5).

Muitos têm tentado - em vão - melhorar os seus caminhos, e assim serem aceitáveis a Deus. Isso não satisfaz as exigências santas de Deus (Isaías 64:5-6). Nós só podemos ir a Deus pelo caminho que Ele próprio estabeleceu. Jesus Cristo é o caminho: "Eu sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6). Quem coloca sua fé nEle e em Seu sacrifício a nosso favor obtém o perdão de toda a sua culpa.

Então deixe o fardo de seu pecado com Ele, pois "se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9).

Devemos confiar no que Deus afirma em Sua palavra. Ele não mente! Ele demonstrou claramente o Seu amor ao dar Seu Filho como oferta. Ele não quer "que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se" (2 Pedro 3:9). Hoje é o momento certo para isso!